Curso com certificado!

domingo, 30 de abril de 2017

Morre o cantor Belchior aos 70 anos


O cantor e compositor Belchior, expoente da música popular brasileira por suas letras contestatórias, melancólicas e irônicas, morreu no sábado aos 70 anos. O falecimento  na cidade de Santa Cruz, no Rio Grande do Sul, Ex-mulher diz que artista teve um infarto; corpo será levado à cidade de Sobral ,Estado natal do cantor  onde ele será enterrado.
.

o ícone enigmático, o músico compôs clássicos como 'Velha roupa colorida' e 'Como nossos pais'.

Veja imagens inéditas de protesto contra a Reforma da Previdência em Lagoa Nova

Fotos: Edson Campos















sábado, 29 de abril de 2017

É HOJE...


sexta-feira, 28 de abril de 2017

Forró é cancelado no Espetinho Ponto Certo






quinta-feira, 27 de abril de 2017

Servidores estaduais e municipais vão ficar fora da Reforma da Previdência



O presidente Michel Temer anunciou que a Reforma da Previdência será restrita aos servidores públicos federais. Em um comunicado com a presença de diversos ministros, incluindo o da Fazenda, Henrique Meirelles, além do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de deputados integrantes da Comissão Especial, Temer afirmou que as mudanças nas regras da aposentadoria de estados e municípios ficarão a cargo de governadores e prefeitos. "Alguns desses estados já fizeram as mudanças e aqueles que não fizeram poderão fazê-lo, ou não, caso sintam necessidade", destacou o presidente.

Temer disse ainda que a decisão foi tomada após várias sugestões e consultas encaminhadas pelo Legislativo ao poder Executivo e que o novo modelo respeita o argumento defendido pelo próprio governo federal de respeito ao Pacto Federativo. "Desta maneira, os demais entes não ficarão submetidos a uma ação invasiva de uma reforma que seria incluída na Constituição Federal", justificou.

FONTE:Correio Braziliense

terça-feira, 25 de abril de 2017

STF decide mandar goleiro Bruno de volta à prisão

(FOTO:Reprodução)

A primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira
(25) mandar o goleiro Bruno Fernandes de volta à prisão.
Bruno foi preso em 2010 econdenado em 2013 pela morte da ex-namorada
Eliza Samúdio. Desde março, Bruno defende o Boa Esporte, de Minas Gerais,
 que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro.
Por 3 votos a 1, os ministros decidiram derrubar uma decisão
 de fevereiro do ministro Marco Aurélio Mello, que havia
 determinado a libertação do atleta, após seis anos e meio de
prisão. A Primeira Turma é formada por cinco ministros, mas Luís Roberto
 Barroso não participou do julgamento.
Votaram a favor da volta de Bruno à prisão os ministros Alexandre
 de Moraes, Rosa Weber e Luiz Fux. O único contrário foi Marco
 Aurélio Mello, que havia concedido o habeas corpus que permitiu
a libertação do goleiro.
Na sessão, os ministros analisaram um recurso da mãe
de Eliza Samúdio contra a soltura, sob o argumento de que
a liberdade do goleiro colocava em risco sua própria integridade
física e a de seu neto, filho de Bruno com Eliza.Na semana passada, 
o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também defendeu a volta de Bruno à prisão.
A decisão desta terça, porém, se deu por motivos processuais: a defesa
 de Bruno alegava que ele estava preso enquanto recorria da sentença
 de primeira instância, de 2013, na qual foi condenado a 22 anos e 3
meses de prisão pelo júri popular.Atualmente, se admite a prisão
 somente após o julgamento em segunda
 instância.
Relator do pedido de liberdade, o ministro Alexandre de
Moraes votou pela volta à prisão, argumentando que o
peso dado pela Constituição a uma decisão do júri
nesse tipo de veredicto só é possível em caso de homicídios
 dolosos, isto é, com intenção de matar.
Apesar de já ter sido condenado pela Justiça, Bruno
 estava preso preventivamente enquanto aguardava
o julgamento de um recurso apresentado ao Tribunal de
Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Quando concedeu habeas corpus para Bruno, o ministr
o Marco Aurélio entendeu que havia excesso de prazo na prisão
 do goleiro, e que ele tinha o direito a aguardar em liberdade a decisão
 sobre os recursos.

Condenação

Em 8 de março de 2013, Bruno foi condenado a 22 ano
s e 3 meses pelo assassinato e ocultação de cadáver
de Eliza Samúdio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho.
Bruno foi condenado a 17 anos e 6 meses em regime fechado por
 homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso
 de recurso que dificultou a defesa da vítima), a outros 3 anos
 e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado
 e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver.
Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. 
Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno,
 de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não
 reconhecia a paternidade.


FONTE: G1

Plenário mantém exigência de privatização para estado que tiver dívida suspensa


O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 285 votos a 143, o destaque do PT ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 343/17 que pretendia retirar do texto a exigência de privatização de empresas pelo estado que ingressar em programa de recuperação fiscal. A privatização será uma das contrapartidas para que o estado atinja maior equilíbrio fiscal.
Os deputados analisam destaques apresentados ao projeto, aprovado no dia 18 de abril na forma do substitutivo do deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ). Além das privatizações, o texto prevê contrapartidas como congelamento de salários de servidores e redução de incentivos tributários para os estados em situação de calamidade fiscal.
Está em debate, no momento, destaque do PDT que pede aprovação de emenda do deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG). A emenda suprime quatro contrapartidas dos estados: elevação de alíquota da previdência dos servidores; adoção de regras de concessão de pensão no regime próprio dos servidores; instituição de regime de previdência complementar; e revisão do regime jurídico único dos servidores estaduais para igualá-lo ao federal.


segunda-feira, 24 de abril de 2017




Na terça-feira (25), os senadores devem começar a semana de votações com o projeto de lei da Câmara (PLC 59/2016) que tem por objetivo alterar a forma de tributação das agências franqueadas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). 
A mudança proposta explicita que essas franquias realizam atividades auxiliares ao serviço postal, estipulando a tributação de acordo com o percentual de venda dos produtos e serviços, o que vai diminuir a carga tributária dessas pequenas empresas.
A medida afasta a possibilidade de tributação dos franqueados como se suas atividades fossem de intermediação de negócios. Nesse caso, a carga tributária é mais pesada, inclusive em decorrência da cobrança do Imposto sobre Serviços (ISS) pelos municípios.

Agência Senado

Cultura indígena é celebrada na Cidade da Criança


Programação teve participação do grupo indígena, de Canguaretama (Foto: ASSECOM/RN) 

Uma celebração especial realizada na tarde do último domingo (25) na Cidade da Criança marcou o Dia do Índio, com apresentações culturais, exposição fotográfica, palestras e o plantio de uma simbólico de uma árvore. Promovido pelo Governo do Estado através da Fundação José Augusto, a Semana do Índio enalteceu a cultura indígena e integrou as comunidades de índios radicadas no estado. 

A celebração teve a participação do grupo indígena da comunidade do Catu, localizada no município de Canguaretama, que apresentou uma mostra de gastronomia, artesanato, além de apresentações da dança do Toré. 

Crianças da tribo realizaram o plantio de um pé de Pau Brasil, registrada uma pedra simbólica com escrito em Tupi Gurani (“Em 23 de abril de 2017 um menino de Catu plantou o Pau Brasil”). O grupo apresentou uma mostra, artesanato, além do ritual da dança do Toré no palco do anfiteatro do parque. 

O público presente apreciou a mostra fotográfica “Somos um só Povo, Uma só Raça”, de Tasso Pinheiro, aberta deste quarta (19), resultado da cobertura realizada durante a primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas, Tocantins, entre 23 de outubro e 1º de novembro de 2015. 

Os pesquisadores Aucides Sales e Diego Ankaguaçu realizaram uma palestra sobre a língua Tupi Guarani, com explicações sobre a história e a fusão do idioma indígena com a língua portuguesa. A celebração foi encerrada com a apresentação do grupo Caboclinhos, de Ceará-Mirim que mostraram coreografias que personificam soldados índios uniformizados. 

 ASSECOM/RN

sábado, 22 de abril de 2017

Morre aos 77 anos Milton Marques, ex-reitor da UERN e fundador do grupo TCM de comunicação



Faleceu na tarde deste sábado, 22, o ex-reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e fundador do grupo TCM de Comunicação, Milton Marques de Medeiros, aos 77 anos. Ele estava internado no Hospital Monte Klinikun, em Fortaleza, desde o começo de abril com uma grave infecção pulmonar.

O velório acontecerá do início da noite de hoje até às 13h do domingo, 23, na Loja Maçônica 24 de Junho. A missa de corpo presente será às 15h, na Capela de Santa Terezinha, na Praça dos Hospitais.
O sepultamento será oficiado às 16h, no cemitério de São Sebastião, no centro da cidade. 
Nascido em Upanema, em 9 de julho de 1940, Milton Marques se formou em medicina, exercendo a psiquiatria por 35 anos. Ex-reitor da UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), ele atuou ainda em várias academias e entidades, como a ACJUS (Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró), ICOP (Instituto Cultural do Oeste Potiguar), ASCRIM (Associação de Escritores de Mossoró). 

Venerável da centenária Loja Maçônica 24 de Junho, professor Milton Marques tem formação acadêmica também em Direito. Empresário do ramo salineiro, da radiodifusão e telecomunicações, Milton Marques fundou o Sistema Oeste de Comunicação que opera rádios em Mossoró, Assú e Apodi, além da TV Cabo Mossoró, promotora de TV por assinatura, internet e do Canal próprio TCM 10 HD. 

Era casado com Zilene, com que teve tem quatro filhos.

Fonte:Blog do Israel Sousa 

sexta-feira, 21 de abril de 2017

CPI investigará maus tratos contra crianças e adolescentes


Filhos de mulheres vítimas de violência também são acolhidos na Casa Abrigo do Distrito Federal (Foto:Elza Fiúza/ABr)
O Senado pode instalar nos próximos dias uma CPI para investigar maus tratos de crianças. O presidente da Casa, Eunício Oliveira, se comprometeu a fazer a leitura do requerimento pela instalação da CPI na próxima terça-feira (25). O requerimento, do senador Magno Malta (PR-ES), já obteve 28 assinaturas.

Eunício Oliveira disse na sessão plenária da quarta-feira (19) que lerá o requerimento pela criação da CPI e ressaltou que o Senado aprovou, na semana passada, vários projetos que tratam da defesa da criança e do adolescente. Ele sublinhou a aprovação de projeto (PLS 209/2008), do senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que alterou a Lei da Inelegibilidade para tornar inelegível agente público denunciado por envolvimento com prostituição infantil. O projeto foi relatado por Magno Malta.

A CPI dos maus tratos de menores será composta por sete membros titulares e cinco suplentes e terá o prazo de 180 dias para investigar as irregularidades e crimes relacionados aos maus tratos em crianças e adolescentes do país.

Homicídios

Magno Malta cita, na justificativa do requerimento, vários tipos de violência contra crianças e adolescentes. Entre elas, o abandono em instituições e abrigos, o trabalho infantil, maus tratos físicos, psicológicos e intelectuais, negligência, abusos sexuais. Magno Malta destaca que são inúmeras as denúncias que a imprensa apresenta todos os dias e, na maioria dos casos, os agressores são pessoas que deveriam proteger os menores.
Além disso, Malta citou dados do relatório “Violência Letal Contra as Crianças e Adolescentes do Brasil”, da Faculdade Latino Americana de Ciência Sociais, segundo os quais, em um conjunto de 85 nações analisadas, o Brasil ocupa o terceiro lugar em homicídios de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

Jogo da Baleia Azul

Na sessão plenária desta quarta-feira (19), Magno Malta disse que o país está diante de um quadro de piora de violência contra as crianças.  O senador mencionou o jogo virtual “Baleia Azul”, no qual seriam propostos aos jogadores 50 desafios macabros, como automutilação e suicídio. Os jogadores geralmente são crianças e adolescentes, que, além de estarem mais suscetíveis a influências de terceiros, passam mais tempo em redes sociais.
— Estamos diante de um quadro pior, porque, com o advento da tecnologia e da internet, estamos diante de um quadro de suicídio. Nós havíamos denunciado crianças se automutilando com giletes. Mutilando-se, através de incentivos, de jogos na internet, onde eles provocam a criança [que sofre] nos dissabores do lar — disse.
O senador José Medeiros (PSD-MT) também se manifestou sobre o jogo da “Baleia Azul” e disse que os responsáveis pelo jogo devem ser punidos por induzir ou instigar alguém a cometer suicídio, o que é crime.
— Você, que está mexendo no jogo, saiba que está cometendo um crime esculpido no artigo 122 do Código Penal brasileiro, de induzimento ou instigação ou auxílio ao suicídio, com pena prevista de reclusão de dois a seis anos, podendo a pena ser duplicada caso a vítima seja menor de 18 anos, o que na maioria das vezes é o caso — disse José Medeiros.

Agência Senado

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Samurai Sushi Bar emite nota

Veja mensagem abaixo: 



quarta-feira, 19 de abril de 2017

Festa do padroeiro do Sítio do Meio vai até o dia 23

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:




Começa hoje a festa do padroeiro do Sítio de Meio

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO: 




domingo, 16 de abril de 2017

Número de políticos ligados a igrejas deve crescer em 2018


Desejo de mudança e denúncias de corrupção reduz chance de reeleição dos políticos atuais (Foto: Divulgação).


O Brasil vem testemunhando uma série de denúncias de corrupção nos últimos anos, que resultaram na prisão de ex e atuais deputados, ministros e detentores de cargos públicos. A lista divulgada esta semana pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em que o ministro Edson Fachin autoriza novas investigações gerou ainda mais certeza que os que ocupam cargos eletivos hoje em dia não serão reeleitos.


Isso deve se refletir na campanha de 2018, quando deverá aumentar o número de políticos ligados a igrejas, avaliam especialistas ouvidos pela BBC Brasil.

Fachin deu sinal verde e as investigações, no âmbito da Lava Jato, afetarão grande parte dos mais poderosos políticos e dirigentes partidários brasileiros. No total são cerca de duas centenas de pessoas, incluindo os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A especialista diz ainda que, quando a política partidária perde legitimidade, as igrejas acabam ganhando força “como canais para a construção de carreiras políticas”. Ou seja, deverão ganhar mais espaço candidatos ligados a elas.

STF e políticos evangélicos 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está analisando uma cláusula para impedir o uso do poder econômico e a influência das igrejas no período eleitoral, afirmou o presidente da Corte eleitoral, Gilmar Mendes.


“Depois da proibição das doações empresariais pelo Supremo Tribunal Federal (STF), hoje quem tem dinheiro? As igrejas. Além do poder de persuasão. O cidadão reúne 100 mil pessoas num lugar e diz ‘meu candidato é esse’. Estamos discutindo para cassar isso”, alegou o ministro.

Segundo o ministro, existe o uso da religião para direcionar as eleições, contando ainda com os recursos das igrejas, sejam eles material ou mesmo o uso dos templos.

Gilmar Mendes comentou que existe uma tendência para abuso de poder econômico de “difícil verificação”, sendo necessário a intervenção do TSE.

Segundo a Veja, a bancada evangélica na Câmara dos Deputados cresce a cada eleição. Conforme informações do TSE, em 1998, eram 47 parlamentares. Em 2014, foram eleitos 80.

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso, tem 181 deputados e quatro senadores participantes, que incluem, os deputados ligados às igrejas, simpatizantes e outros parlamentares que defendem as mesmas matérias.

Hoje no Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os evangélicos têm uma representação de 22% da população.

Governo do RN cadastra caminhões-pipa para operação de combate à seca


Operação Vertente leva água potável para áreas urbanas das cidades em colapso no abastecimento (Foto: Assecom RN)

O Governo do Rio Grande do Norte inicia, na segunda-feira (17), o processo de cadastramento dos caminhões-pipa que atuarão na segunda etapa da Operação Vertente, que leva água potável para áreas urbanas das cidades em colapso no abastecimento.

O edital que normatiza o cadastro foi publicado no Diário Oficial do Estado, ontem quinta-feira (13). Os interessados devem ter Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e se inscreverem presencialmente no Setor de Licitação, prédio da Governadoria, das 09h às 17h, com documentos descritos no edital, até a próxima quinta-feira (20).

Os caminhões cadastrados começarão os trabalhos no início de maio e serão equipados com sistema de georreferenciamento, que permitirá o monitoramento dos seus percursos desde os mananciais de captação de água, até sua entrega aos moradores.

Organizada pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, a Operação investirá recursos da ordem de R$ 12,7 milhões, oriundos do Ministério da Integração Nacional. Na primeira fase, que ocorreu entre setembro de 2016 e fevereiro de 2017, os caminhões contratados levaram água potável a 13 cidades das regiões Alto Oeste e Seridó, atendendo cerca de 150 mil pessoas. Agora, a Defesa Civil Estadual pretende aumentar o número de municípios atendidos para 24, número que pode variar conforme as cidades entrem ou saiam da situação de colapso.

G1 RN

sábado, 15 de abril de 2017

Igreja evangélica de Lagoa Nova recebe pastores da região


Igreja evangélica Assembleia de Deus em celebrações litúrgicas habituais (Foto: Divulgação).

Na tarde a deste sábado (15), em Lagoa Nova/RN, o templo da evangelística Assembleia de Deus, sediará encontro de pastores do campo eclesiástico de Currais Novos. De acordo o Pr. Haroldo Oliveira, líder da igreja local, destas reuniões, participaram  também obreiros, esposas de obreiros, presbíteros, diáconos, auxiliares, membros e congregados. Durante a tarde, o deparamento feminino, reuniram-se simultaneamente na escola municipal João XXIII, situada no centro da cidade anfitriã. 

A previsão do corpo ministerial é receber caravanas seridoenses, compostas por grupos de religiosos de Lagoa Nova/RN, Currais Novos/RN, Cerro Corá, Bodó/RN, Tenente Laurentino Cruz/RN, Florânia/RN, São Vicente/RN, Acarí, Parelhas e Cruzeta.


O conclave acontece uma vez ao mês, em cidades sorteadas e, será presidido pelo Pr. Israel Caldas, presidente do campo eclesial, na pauta está previsto: palestras em torno de assuntos administrativos, louvores, preleção e confraternização entre os participantes.

Endereço do tempo: 

Rua Laurentino Alves, S/N - Lagoa Nova/RN.Centro.

Horário das reuniões:

Tarde: das 14hs às 17hs.

Noite: das 19hs às 21hs


sexta-feira, 14 de abril de 2017

PAIXÃO DE CRISTO EM LAGOA NOVA: Espetáculo com ampla estrutura e elenco de peso abrilhantará a noite lagoanovense




Estrutura já pronta para receber a população e visitantes (Foto: Blog do Jean Souza).


Estrutura de palcos e arquibancadas já montados (Foto: Blog do Jean Souza).
Com o tema “O Amor Vencerá”, o município de Lagoa Nova realizará hoje (14) e também no domingo (16) o espetáculo A PAIXÃO DE CRISTO, em praça pública.

Uma grande estrutura foi montada na Av. Sílvio Bezerra de Melo, em frente à Casa Paroquial, para embelezar e tornar majestosa a encenação do maior e mais famoso espetáculo bíblico teatral. No espaço estarão disponíveis 400 cadeiras, arquibancada para 500 pessoas, dois palcos, iluminação, telão e som, além de uma bonita ornamentação preparada pela equipe e atores envolvidos na apresentação.

O espetáculo “A Paixão de Cristo” é uma realização da Paróquia de São Francisco de Assis com o apoio da Prefeitura Municipal de Lagoa Nova, através da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura.

Junte seus amigos e familiares para prestigiar esse momento tão importante que mescla arte, amor e fé!

O espetáculo promete reunir expectadores de toda a Serra de Santana

Texto e fotos: Blog do Jean Souza

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Policia Militar prende acusado de matar senhora na zona rural de Cerro Corá


Foto do acusado.
A Policia Militar prendeu na manhã desta quarta-feira (11), Vagner Wellington da Silva Souza, que é tido como sobrinho distante de dona Francisca das Chagas de Souza, Dona Tica, que foi morta de forma cruel. 

O mesmo foi flaganteado sob a acusação de matar a dona de casa, por asfixia, na zona rural de Cerro Corá. O crime chocou a população, tendo em vista, ser uma senhora que não fazia mal a ninguém. 

 Tudo leva a crer que a morte tenha sido um latrocínio, roubo seguido de morte, e agora o acusado está detido à disposição da justiça.

Fonte: PM de C. Novos.


terça-feira, 11 de abril de 2017

Fachin inclui governador, ex-governadora, senadores e deputados do RN na Lava Jato


Até o momento, não existem especificidades acerca dos supostos crimes, cometidos por parlamentares potiguares (Foto: Divulgação).

Na tarde desta terça-feira (11), o jornal O Estado de S.Paulo., divulgou notícia, de que o ministro Fachin, determinou abertura de procedimentos em diversas instâncias do Judiciário contra 29 senadores, 42 deputados federais – incluindo os presidentes das duas Casas do Congresso Nacional. No total, foram 108 nomes, incluindo pessoas sem prerrogativa de foro.

O governador Robinson Faria (PSD), a ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) e o deputado federal Fábio Faria (PSD) foram implicados na Lava Jato. Eles constam em decisões para abertura de inquérito do ministro Edson Fachin, relator do processo no Supremo Tribunal Federal. O ministro ainda determina apurações sobre os senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB), além do deputado federal Felipe Maia (DEM), que já haviam sido citados.
Até o momento, não existem especificidades acerca dos supostos crimes,  cometidos por  parlamentares potiguares. Uma vez que os indiciamentos o aconteceram em razão das delação dos executivos da Odebrecht.



domingo, 9 de abril de 2017

MEC retira “questão de gênero” da base curricular

Bancada evangélica acredita ter influenciado decisão (Foto: Reprodução).

A Frente Parlamentar Evangélica fez uma visita ao presidente Michel Temer no Palácio do Planalto horas antes de o MEC (Ministério da Educação) divulgar o documento que retira as expressões “identidade de gênero” e “orientação sexual” da base nacional curricular.


Para os representantes da bancada, eles conseguiram convencer o presidente da República o quão “absurda” era “a pedagogia que busca impor uma teoria com base sociológica que desconsidera a realidade biológica das crianças e adolescentes”.

Esse é o teor do ofício entregue em mãos a Temer, que vinha assinado pelos presidentes das frentes evangélica e da família, Hidezaku Takayama (PSC/PR) e Alan Rick (PRB/AC), além do vice-presidente da bancada católica, deputado Flavinho (PSB­SP).

De acordo com a frente parlamentar, foram entregues ainda outros documentos, que mostram sua contrariedade a temas como aborto, legalização das drogas e uma resolução sobre o uso de banheiros pelos transgêneros.

Para os deputados evangélicos, foi pouco debatida no Brasil e aprovada ainda no governo Dilma, a resolução forçaria as escolas a deixar “que a pessoa use o banheiro que desejar”. Assim, um transexual poderia usar o toalete feminino sem ser vítima de “discriminação”.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

O MEC realmente fez alterações no texto da nova versão do base nacional, que define o que os alunos precisam aprender da creche ao ensino médio. Ele serve como parâmetro para que redes e escolas estabeleçam seus currículos. Foram retiradas as menções que envolvem “identidade de gênero” e “orientação sexual”, algo que apareciam em versões anteriores do projeto.

O MEC emitiu nota onde afirma que o texto “passou por ajustes finais de editoração/redação que identificaram redundâncias”.

Quatro deputados que fizeram parte da visita dos evangélicos a Temer disseram à Folha de São Paulo que o presidente concordava com eles, mas que aquelas eram posições pessoais, não a voz do Executivo.

Nos últimos dias ele se mostrou contrário a legalização do aborto, assunto que tramita no STF. Oficialmente, o governo não acredita na necessidade de mudanças na lei em vigor no país.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, teria se encontrado com os deputados das frentes evangélica e da família, e teria mostrado “sensibilidade” à demanda dos religiosos.

Alan Rick, ligado à Igreja Batista, diz que foi uma vitória contra o “apagão” ideológico.

“Defendo os princípios que a sociedade me cobra. Os pais não querem ver seus filhos doutrinados. Falam pra mim: ‘Deputado, meu filho vai à escola para aprender matemática, português, não para ser ensinado que ele pode ter vários gêneros’. Falam que existe mais de cem gêneros. Isso é uma loucura!” , sublinhou.