Curso com certificado!

terça-feira, 29 de outubro de 2019

'Em nenhum momento a rachadinha parou', diz ex-líder do PSL sobre áudio de Queiroz


O ex-líder do PSL Delegado Waldir (GO) vê "indícios de novas condutas criminosas" no áudio divulgado pelo GLOBO de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), negociando cargos no Congresso Nacional.
O ex-líder do PSL Delegado Waldir (GO) vê "indícios de novas condutas criminosas" no áudio divulgado pelo GLOBO de Fabrício Queiroz , ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), negociando cargos no Congresso Nacional.

— Acho que em nenhum momento a rachadinha parou, e a decisão do Supremo Tribunal Federal previamente acordada foi equivocada — diz, se referindo à suspensão da investigação do caso Queiroz imposta pelo STF.


— (O áudio) mostra que Queiroz continua operacionalizando, mostra indícios de novas condutas criminosas no Senado. Uma das propostas do nosso governo era o combate à corrupção. Ao fingir que a corrupção não ocorre, é visível que ele (Bolsonaro) se afastou das propostas de campanha, e nossa ala (do PSL) não aceita isso, ao contrário da ala bolsonarista.


O GLOBO obteve um áudio de WhatsApp, de junho deste ano, no qual o ex-assessor sugere a um interlocutor como proceder para fazer indicações políticas em gabinetes de parlamentares.

- É muito grave, ele indica que a influência do senhor Queiroz, ao contrário do que tinha sido negado pela família Bolsonaro, continua ocorrendo nos altos escalões do governo. Indica que a influencia dele não se restringiu à Assembleia Legislativa do Rio da Janeiro, é uma influência que esta estendida no âmbito federal, na família do presidente e pelo que tudo indica na Câmara e o no Senado - disse o senador.

O líder da Rede afirmou que está considerando apresentar uma representação na Procuradoria-Geral da República para que o órgão se manifeste sobre o áudio divulgado nesta quinta-feira. O senador disse também não descartar apresentar um pedido para convocar Fabrício Queiroz na CPI das Fake News.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder do partido no Senado, disse que o áudio mostra que a influência de Queiroz não se restringiu à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, mas atingiu também o âmbito federal.

O Globo

COMUNICADO


segunda-feira, 28 de outubro de 2019

STF retomará julgamento sobre prisão após segunda instância no dia 7


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, confirmou que a Corte vai retomar o julgamento sobre a constitucionalidade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após segunda instância, no dia 7 de novembro. 
Na quinta-feira (24), o julgamento foi suspenso com placar de 4 votos a 3 a favor da medida. Faltam os votos dos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Toffoli e da ministra Cármen Lúcia. A análise da questão ocorre há quatro sessões.
No dia 17 de outubro, a Corte começou a julgar definitivamente três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs), relatadas pelo ministro Marco Aurélio e protocoladas pela Ordem dos Advogados, pelo PCdoB e pelo antigo PEN, atual Patriota.
O entendimento atual do Supremo permite a prisão após condenação em segunda instância, mesmo que ainda seja possível recorrer a instâncias superiores. No entanto, a OAB e os partidos sustentam que o entendimento é inconstitucional e uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis, fato que ocorre no STF e não na segunda instância da Justiça, nos tribunais estaduais e federais. Dessa forma, uma pessoa condenada só vai cumprir a pena após decisão definitiva do STF.
A questão foi discutida recentemente pelo Supremo ao menos quatro vezes. Em 2016, quando houve decisões temporárias nas ações que estão sendo julgadas, por 6 votos a 5, a prisão em segunda instância foi autorizada. De 2009 a 2016, prevaleceu o entendimento contrário, de modo que a sentença só poderia ser executada após o Supremo julgar os últimos recursos.
Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento terá impacto na situação de 4,8 mil  presos com base na decisão do STF que autorizou a prisão em segunda instância. Os principais condenados na Operação Lava Jato podem ser beneficiados, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex do Guarujá (SP), além do ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras.

Fonte: Agência Brasil

Alberto Fernández vence Macri e será o próximo presidente argentino


Alberto Fernández é o novo presidente da Argentina. Mauricio Macri admitiu sua derrota, ampla (48% versus 40,5%), mas não tão severa quanto as pesquisas previam, e convidou seu sucessor para um café da manhã com o objetivo de organizar as seis semanas de transição restantes até as 10 de dezembro.  Fernandez alertou a multidão peronista que comemorava a vitória sobre a dureza da tarefa que ele deverá enfrentar. "Os tempos difíceis estão chegando", disse ele, depois de prometer que governaria "pelo povo, por todos". Macri, por sua vez, parabenizou o vencedor e ofereceu cooperação.
O resultado da eleição foi o mais balsâmico possível. Alberto Fernández derrotou, mas não varreu, o que permitiu que o macrismo se tornasse uma forte oposição. Também o comportamento de Macri e Fernández foi balsâmico. Diferente do áspero alívio de quatro anos atrás, em que Cristina Kirchner se recusou a entregar os símbolos presidenciais a Macri, desta vez os dois rivais deixaram de lado sua antipatia mútua e se declararam dispostos a trabalhar juntos.
Ambos estavam cientes de que a situação econômica da Argentina está em um ponto crítico. E que nos próximos dias poderia reproduzir a turbulência financeira que se seguiu à vitória peronista nas primárias de agosto.
"Estamos preparados para qualquer cenário", disse Hernán Lacunza, ministro das Finanças que assumiu o cargo em agosto, depois que a reação dos mercados financeiros ao resultado primário transformou uma crise séria em uma crise muito séria. Lacunza foi o homem que acabou com o dogmatismo econômico que Macri e seu chefe de gabinete, Marcos Peña, haviam defendido anteriormente, e manteve na gaveta o manual do liberalismo para adotar medidas muito semelhantes às usadas por Cristina Kirchner durante sua segundo mandato, quando a queda nos preços das matérias-primas esgotou a inércia da prosperidade desfrutada desde 2003.
Lacunza tinha um aperto dos controles de câmbio pronto, para impedir um colapso adicional do peso. O conselho do Banco Central se reuniu às 21 horas e estudou um pacote de medidas de emergência. Desde agosto, o Banco Central perdeu 22 bilhões de dólares em reservas e restam apenas 11 bilhões . A ex-presidenta Cristina Kirchner, nova vice-presidenta, exigiu que o governo cessante tenha cuidado nas próximas semanas.
Macri manteve o otimismo até o último momento. Ele tinha razões: estrelou uma campanha eletrizante e reduziu substancialmente a diferença de 17 pontos que Fernandez havia conquistado nas primárias. Macri precisava de uma participação muito alta, perto de 85%, que em 1983 deu a vitória ao radical Raúl Alfonsín e pôs fim à ditadura. Foi a primeira vez que o peronismo foi derrotado por eleições livres. Nesta ocasião, 82% do eleitorado votou. Os dados corresponderam às expectativas do macrismo: uma grande quantidade de votos foi essencial para diluir os 49,4% alcançados por Fernández nas primárias. Mas também era imperativo que eleitores adicionais se voltassem a favor de Macri, e isso não aconteceu. Embora tenha sido derrotado e perdido a presidência, Macri permaneceu politicamente de pé.
"Todos entendemos que é uma escolha histórica entre dois modelos de países", disse o presidente ao meio-dia. "Agora temos que permanecer calmos."
Alberto Fernández já estava confiante ao votar: "Temos que tomar isso como um dia histórico e começar o tempo que vem com tranquilidade, o nós contra eles acabou", disse. "Quando a eleição passar, conversaremos com mais calma", acrescentou.
Talvez "nós" e "eles", a fenda que divide a sociedade argentina em duas partes, a peronista e a anti-peronista, termine mais tarde. Por enquanto permanece. No colégio da Universidade Católica em que Fernández votou, dois pequenos grupos de manifestantes foram formados, um gritando “corrupto” para o candidato, outro cantando o “nós retornaremos” que os peronistas cantam desde que perderam o poder em 2015. Quando a recontagem começou, as redes sociais foram inundadas com mensagens que denunciavam, em resumo, uma fraude eleitoral do peronismo. A raiva dos perdedores prenunciava a turbulência. Como a euforia peronista: o público que lotava a sede da Frente de Todos assobiava e vaiava Macri quando seu discurso de aceitação da derrota foi transmitido.
A vice-presidente Cristina Kirchner, uma figura essencial para entender a polarização do país, votou em seu feudo patagônico de Río Gallegos e depois voou para Buenos Aires. O dia das eleições coincidiu com o décimo aniversário da morte de seu marido, Néstor Kirchner, presidente que, em 2003, conseguiu tirar a Argentina do pântano em que o país havia caído após o colapso econômico de 2001 e 2002.
Fonte: El País

sábado, 26 de outubro de 2019

Geraldo França inaugura posto de combustíveis na Serra de Santana

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

DENTISTAS SÃO HOMENAGEADOS EM SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



Os dentistas do Rio Grande do Norte foram homenageados na tarde desta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa, durante sessão solene em alusão ao Dia do Dentista Brasileiro. 




Comemorado no dia 25 de outubro, o Dia Nacional do Dentista coincide com a data em que foi publicado o decreto 9.311, em 1884, criando os primeiros cursos de graduação em odontologia do Brasil. As faculdades foram criadas na Bahia e no Rio de Janeiro, antes de se expandirem por todo o país e, ao longo dos 135 anos de história, formarem milhares de odontólogos. Atualmente, são aproximadamente 240 mil profissionais atuando no Brasil, que é o terceiro país do mundo com mais dentistas, sendo superado apenas por Estados Unidos e China.

Após a entrega de placas em homenagens a profissionais que se destacam no mercado potiguar, a dentista Rossânia Cristina de Medeiros discursou em nome de todos os odontólogos homenageados. A profissional falou sobre a complexidade da profissão, o estímulo que os profissionais têm em seguir se aperfeiçoando para prestar melhores serviços e a realização de todos enquanto profissionais da saúde. Para ela, que agradeceu pela homenagem do deputado Sandro Pimentel, os dentistas exercem um papel fundamental na sociedade.


 

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Reforma da Previdência é aprovada no Senado por 60 votos a 19


O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (22/10/2019), por 60 votos a 19, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de aposentadoria para todos os brasileiros. Com a votação de hoje, a PEC vence os dois turnos necessários na Câmara e no Senado e deverá ser promulgada pelo Congresso e entrar em vigor, já que alterações na Constituição não preveem o aval presidencial. O anúncio do resultado contou com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes.
Apesar de itens importantes da proposta original – como a adoção de um sistema de capitalização – terem caído durante a tramitação e de a economia prevista ter sido “desidratada” em mais de R$ 200 bilhões, a aprovação representa uma grande vitória para a equipe econômica do governo, liderada pelo ministro Paulo Guedes.
Vitória que ainda pode ser manchada, porém, porque os senadores seguem reunidos para discutir quatro destaques que podem afetar o impacto fiscal da principal medida econômica do governo.
A tramitação do texto-base nessa última votação foi relativamente tranquila, pois havia segurança de que o governo tinha os votos necessários. Praticamente só senadores de oposição usaram o direito a fazer discursos e utilizaram seu tempo como palanque para criticar a reforma, que sabiam que seria aprovada.
Para defender o governo, um dos que falou foi o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele classificou o momento como histórico e disse saber que a reforma é “um remédio forte, amargo, que ninguém gostaria de estar tomando agora, mas que é necessário”.
O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) lembrou que a perspectiva de aprovação da PEC da reforma da Previdência já vem trazendo otimismo ao mercado financeiro. A PEC que muda as regras de aposentadoria foi apresentada no dia 20 de fevereiro deste ano, menos de um mês após o início da atual gestão, e chegou a ser prejudicada pelas dificuldades de articulação do governo no Congresso, mas acabou abraçada pelos presidentes das duas Casas legislativas e pela maioria dos líderes partidários.
A reforma foi aprovada em primeiro turno no Senado no início de outubro, com 56 votos favoráveis e 19 contrários. Eram necessários ao menos 49, ou seja, 3/5 dos votos da Casa, para aprovar o texto.
 Os destaques
Finalizada a votação do texto-base, os senadores vão debater quatro destaques que podem reduzir o impacto fiscal da reforma. O plenário, antes de votar a PEC, rejeitou as propostas de destaques individuais e manteve os destaques de bancadas.

O primeiro, do Pros, se refere à conversão de tempo especial em comum ao segurado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) que comprar tempo de serviço por insalubridade. O segundo, do PT, é relacionado à aposentadoria especial para o trabalhador em atividades exercidas com exposição a agentes nocivos químicos, físicos e biológicos.
O destaque apresentado pela Rede trata da idade mínima para fins de aposentadoria especial decorrente de atividade com exposição a agentes perigosos. O PDT apresentou pedido que prevê a revogação dos regimes de transição atuais.
A votação dos destaques preocupa o governo porque, após a aprovação do texto-base da PEC, há senadores sinalizando que podem deixar o plenário – e são precisos 49 votos para derrubar cada uma dessas emendas.

Fonte: Metrópoles 


Professora Liô Galdino, comemorou 80 anos na companhia de familiares e amigos



Por Eliabe Alves

Familiares e amigos da educadora Maria Liô de França Medeiros,  reuniram-se no fim de semana, no sítio Santa Rita, celebrar os  80 anos da anfitriã.  

No alta de Santa Rita, a homilia foi digida pelo diacano Edival Coutinho, um  dos inúmeros ex-alunos da professora "Liô Galdino", como é como é conhecida em sua terra,  ao longo da carreira, construiu um relevante legado,  lecionondo em diversas escolas em Lagoa Nova/RN e Currais Novos/RN. 

No lindo evento de homenagem natalícia, com entrada solene, entrega de rosas, também se registrou 15 anos do diaconato permante de Edival, com leitura das biografias de ambos e os vivas ao som do sax de Macinho Dantas Primo, violão de Reginaldo e voz de Maria Aparecida.

No entanto, as homenagens, continuaram após o jantar e partilha de bolo de aniversário.

Parabéns!!!

Confira à baixo, cobertura fotográfica de Paulo Henrique Romão, repórter fotográfico de O Jornal da Serra:































sexta-feira, 18 de outubro de 2019

O Jornal da Serra apoia a CDL de Lagoa Nova


MEC liberará 100% do orçamento contingenciado de Universidades e Institutos federais


Ministério da Educação anunciou nesta sexta-feira (18) que vai desbloquear todo o orçamento das universidades federais.
“Cem por cento de todo o orçamento para o custeio das universidades federais e institutos está sendo descontingenciado neste momento”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub.
Os valores liberados somam R$ 1,1 bilhão e são provenientes de remanejamentos internos da pasta — ou seja, a liberação não é do governo federal. Segundo o ministro, os valores serão distribuídos R$ 771 milhões para universidades e R$ 336 milhões para institutos federais.
Segundo o ministro, o contingenciamento não chegou a prejudicar nenhuma das ações da pasta. “Foi feita uma boa gestão. Administramos a crise na boca do caixa. Vamos terminar o ano com tudo rodando bem”, acrescentou.
Em setembro, o MEC já havia descontingenciado R$ 1,156 bilhão para as federais, o que, na época, correspondeu a pouco mais da metade do que havia sido bloqueado no orçamento deste ano para as unidades.
Na ocasião, 15% da verba discricionária — usada, por exemplo, para pagamento de gastos com empresas de segurança, alimentação ou gastos com energia — ainda estavam bloqueadas. Esse percentual foi liberado hoje.

Fonte: EXAME

Governo une agricultura familiar e agronegócio na 57ª Festa do Boi



A governadora Fátima Bezerra instalou o Governo do RN na 57ª edição da Festa do Boi, nesta quinta-feira (17), e realizou uma série de ações concretas, assinando convênios importantes. Entre eles, está o termo de cooperação com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Escola Agrícola de Jundiaí, com o intuito de avançar no controle da qualidade dos alimentos, mais especificamente, do leite e derivados. "Esta parceria com a UFRN é fundamental para garantir a melhoria na qualidade dos nossos produtos, tendo em vista os investimentos que o Governo tem destinado ao setor, é imprescindível apresentarmos um produto de qualidade para o mercado", destacou a governadora. 

Um outro diferencial promovido pelo Poder Executivo Estadual na 57ª Festa do Boi é o espaço criado pela secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), a “Vila da Agricultura Familiar”, com 16 estandes voltados para a divulgação e comercialização deste tipo de produção. O estande conta ainda com a apresentação de atrações culturais como forró pé de serra, poetas e repentistas. "Esta Festa do Boi é a primeira do nosso Governo e está representando mais do que esperança, representa confiança. Nós estamos dando passos concretos para promover o desenvolvimento sustentável do nosso Estado. Pela primeira vez, temos a agricultura familiar e o agronegócio juntos, com o apoio integrado de todos os órgãos do Governo e instituições parceiras, em busca do desenvolvimento com sustentabilidade social", ressaltou Fátima.

No estande da agricultura familiar, a governadora recebeu das mãos de produtores da comunidade quilombola de Bom Jesus, uma cesta de produtos, cultivados e comercializados na comunidade. Os produtos simbolizam a produção local, bem como a força e a resistência da agricultura familiar. "Nestes dez meses de Governo, nós tivemos muitos avanços e eles só foram possíveis porque o Governo é sensível à agricultura familiar e o que tem sido feito será retribuído com muita força, pois são estes homens e mulheres que alimentam a nação", destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar,  Alexandre Lima.

O espaço reúne produtores de 10 municípios: Natal, Macaíba, Ceará-Mirim, São José do Mipibu, São Miguel, São João do Sabugi, Jaçanã, Pureza, Caiçara do Rio do Vento e Bom Jesus. Na Vila estão sendo comercializados artesanatos, polpa de frutas, queijos, cachaça artesanal, mel de abelha, doces, frutas, verduras e hortaliças.

ASSECOM/RN

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Bartolomeu Lucena lança livro “Ruas de Sal” no Rio Grande do Norte



O autor de "Ruas de Sal" , "Cadernos de planos e voos", possui poemas publicados nas revistas “Macondo” (SP), “Blecaute” (PB), “Boca escancarada” (PB), entre outras (Foto: Divulgação).

Por Editora Arribaçã

O poeta paraibano Bartolomeu Pereira Lucena lança no próximo dia 14 de novembro, em Lagoa Nova (RN), o livro “Ruas de Sal e outros poemas”. Em sua segunda edição, a obra sai com o selo da Arribaçã Editora e o lançamento será na Escola Angelita Félix Bezerra, a partir das 7h30, em evento organizado pela coordenação da área de linguagens.

“Ruas de sal faz do leitor um Flâneur dos versos e letras – em cada linha, a fantasmagoria do passear. A nostalgia das ruas dá lugar ao saudoso vaguear pelas ruas, numa época que não caminha, apenas “navega”. Um título elegante reclama uma analogia também elegante”, define Reginaldo Oliveira, doutor em Letras pela UFPB e professor de estética filosófica da UEPB.

Já para o poeta Astier Basílio, ora radicado na Rússia, “coisa rara, na poesia, é uma voz. Fazê-la soar. Trazer dentro de si características que lhe marquem o assento, que a individualizem. A dificuldade se acentua em quem está se iniciando na arte. É mais comum dublar o canto alheio. Ombrear-se ao que já é reconhecível. Em Ruas de sal e outros poemas, o poeta Bartolomeu Pereira de Lucena se apresenta assim. Com personalidade”.

Com selo de editora sertaneja, o livro de Bartolomeu, está em em segunda edição,
Com selo da Arribaçã Editora, a obra, com 76 páginas, tem prefácio de Reginaldo Oliveira, orelhas de Astier Basílio, capa de Leonardo Guedes, programação visual de Fábio Oliveira e impressão da Gráfica Ideal.

Perfil do autor
Bartolomeu Pereira Lucena nasceu em Malta-PB, em 24 de maio de 1986. É professor de filosofia da rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte, residindo atualmente na cidade de Lagoa Nova-RN. É graduado em Filosofia pela UEPB, e mestre em Filosofia pela UFRN.

Publicou entre 2013 e 2014 os livros “Ruas de Sal e outros poemas” (FUNES) e “Caderno de planos e voos“ (IDEIA).

Foi jurado em duas edições da coletânea de poemas Abril para Leitura, do CCBNB – Sousa-PB. Possui poemas publicados nas revistas “Macondo” (SP), “Blecaute” (PB), “Boca escancarada” (PB), entre outras.

Sobre a Arribaçã Editora
Criada pelos jornalistas e poetas Lenilson Oliveira e Linaldo Guedes, a Arribaçã Editora tem suas raízes fincadas no Alto Sertão da Paraíba, mais especificamente em Cajazeiras. A editora trabalha com obras literárias, acadêmicas, biografias, entre outras. Criada no segundo semestre de 2018, já tem diversos livros publicados.



quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Cartões com os locais de prova do Enem já estão disponíveis

Recomendação é que estudante imprima o documento de confirmação (Foto: Agência Brasil).
Os cartões de confirmação de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 já estão disponíveis. Entre outras informações, os estudantes têm acesso ao local onde farão o exame neste ano. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. 



“A recomendação primeira é que o participante imprima o cartão de confirmação e, aqueles que precisam, imprimam a declaração de comparecimento e levem os dois para a aplicação do exame”, disse à Agência Brasil o diretor de Gestão e Planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Murillo Gameiro.
Uma vez sabendo o local de aplicação, o diretor recomenda que os participantes façam o trajeto de casa até o lugar, para avaliar a duração do trajeto no dia da prova: “o participante deve conhecer o trajeto até o local de prova, considerando que no dia da prova vai ter um trânsito mais complicado, e haverá várias pessoas participando do Enem. É bom que o participante conheça o trajeto e saiba o tempo que vai gastar de casa até o local da prova.”
No dia do Enem, a dica é chegar no local com antecedência. Os portões abrirão às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h.
O Cartão pode ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store e Google Play. Para acessar o Cartão, o participante precisa informar a senha cadastrada na hora da inscrição no Enem 2019. O Inep divulgou um vídeo orientando aqueles que perderam a senha sobre como recuperá-la.
Os estudantes podem conferir, no Cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados; entre outras informações.


terça-feira, 15 de outubro de 2019

EM HOMENAGEM À ANORC, EZEQUIEL E DEPUTADOS CELEBRAM FILIADOS HISTÓRICOS


O Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, foi palco de uma sessão solene em homenagem aos 60 anos da Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc). O local sedia anualmente a tradicional Festa do Boi, que está em pleno funcionamento até o próximo domingo (20). Na manhã desta segunda-feira (14), numa proposição do deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB) houve a sessão solene que homenageou 24 personalidades, com indicações dos demais deputados, que contribuíram para o fortalecimento da associação e da atividade agropecuária no Estado.

“É importante registrar que a ideia de instalar uma associação que pudesse agregar criadores surgiu de um grupo de pecuaristas que se reuniu na casa do criador Paulo Mesquita. Resgatar valores históricos nesta sessão solene e aqui, neste parque, é motivo de orgulho para todos do Legislativo”, afirmou Ezequiel Ferreira, propositor da homenagem.

O parlamentar destacou que ao longo dos anos - e principalmente nos últimos cinco anos – O Legislativo do RN se debruçou na relação entre o setor produtivo e a economia, trazendo reflexões sobre geração de emprego para a população e movimentação da economia. Ezequiel Ferreira afirmou que a seleção das personalidades tem significação de dupla face: como homenagem espontânea da Assembleia Legislativa e, em segundo, porque se trata, também, de homenagem da Anorc aos que contribuíram com suas atividades.

Falando em nome dos demais homenageados, o ex-governador Geraldo Melo lembrou que foi alvo de críticas quando, na sua administração, o Parque Aristófanes Fernandes passou a ser administrado pela Anorc. Com a depredação do local durante os outros meses do ano, ficou inviável para o Estado arcar com tantos custos anuais a cada Festa do Boi. “Tínhamos praticamente que refazer todas as instalações e o tempo provou que eu estava certo, a Anorc está sendo fiel às suas finalidades e objetivos, como um instrumento de transformação da atividade agropecuária nos últimos anos no RN”, disse.

O presidente da Anorc, Marcelo Passos, agradeceu a homenagem do Legislativo e citou as principais dificuldades para o setor, como a falta de crédito, a insegurança e a seca. Reconheceu os esforços do governo estadual para auxiliar o setor produtivo e encerrou: “Não haverá um novo ciclo de crescimento sem um novo olhar para o produtor”, disse.

Outro homenageado, Bira Rocha, que foi secretário de Agricultura do RN e também presidiu a Federação das Indústrias do RN (FIERN), disse que ao homenagear a Anorc a Assembleia Legislativa está fazendo história.

Participaram da sessão solene, além do presidente Ezequiel, os deputados Coronel Azevedo (PSC), Dr. Bernardo (Avante), Raimundo Fernandes (PSDB), Kleber Rodrigues (Avante), Isolda Dantas (PT), Vivaldo Costa (PSD), Ubaldo Fernandes (PL), George Soares (PR), Tomba Farias (PSDB), Nelter Queiroz (MDB), Gustavo Carvalho (PSDB), José Dias (PSDB), Getúlio Rêgo (DEM) e Hermano Morais.

Três ex-governadores do RN estavam reunidos na solenidade: Garibaldi Alves Filho, José Agripino e Geraldo Melo. Além deles, compunham a mesa de autoridades o vice-governador Antenor Roberto (PCdoB), os deputados federais Walter Alves (MDB) e Benes Leocádio; o prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, o secretário de Agricultura do RN, Guilherme Saldanha, o presidente da Anorc, Marcelo Passos, o presidente da Associção Norte-rio-grandense de Criadores de Ovinos e Caprinos (Ancoc), Alexandre Confessor e Edilson Trindade, representante da Fiern. A Orquestra Sanfônica de São José de Mipibu teve participação especial no início e no final da solenidade. 

HOMENAGEADOS

Abelírio Vasconcelos da Rocha

Alexandre Chaves Dantas Barretto

Antônio Alexandre Confessor Júnior

Aluízio Alves (in memoriam)

Clovis Veloso Freire (In memoriam)

Cristovam Praxedes

Eduardo Carlos de Melo

Flávio Mousinho Moreira

Garibaldi Alves Filho

Geraldo José da Câmara Melo

Guilherme Moraes Saldanha

João Bosco Costa

João Dinarte Patriota (In memoriam)

José Bezerra de Araújo Júnior

Kleber de Carvalho Bezerra

Marcelo Passos Sales

Moacir Torres Duarte (In memoriam)

Nélio Silveira Dias (In memoriam)

Otto Wagner de Araújo

Ottoni Fernandes Maia (In memoriam)

Roosevelt José Meira Garcia

Rosano Taveira da Cunha

Sílvio Pizza Pedroza (In memoriam)

Tarcísio de Vasconcelos Maia (In memoriam)

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Ex-reitor Genibaldo Barros, receberá homenagem da Assembleia Legislativa do RN


É ex-reitor da UFRN. Ao longo da vida exerceu a Medicina, Magistério Superior e diversos cargos públicos (Arquivo de O Jornal da Serra).
Por Eliabe Alves


O médico curraisnovense Genibaldo Barros, nesta terça-feira(15), em sessão de homenagem ao DIA DO PROFESSOR,  receberá medalha de Mérito Educacional, que será entregue pela Assembleia Legislativa do RN, em cerimônia de homenagem a 21  profissionais que dedicam a vida a repassar conhecimento. A propositura é do presidente da Casa, Ezequiel Ferreira (PSDB), e do deputado estadual Francisco do PT. O evento começará às 14 horas.

Genilbaldo, formou-se em Medicina pela Faculdade da Bahia. Foi professor de Pneumologia da UFRN, especializou-se no tratamento da tuberculose. Comandou a Secretaria Estadual de Saúde no governo Cortez Pereira, ex-vice-governador e ex-membro do Tribunal de Contas do Estado, onde chegou a presidir aquela Corte. Atuou como diretor de hospital. Também exerceu reitorado na UFRN no período de 1983 a 1987. É fazendeiro e pecuarista. 

Saiba mais 
Cada deputado homenageará um professor que tenha se destacada em sua profissão no Estado. Para Ezequiel, o reconhecimento feito pela Assembleia é mais do que justo. “São eles os responsáveis por preparar nossas crianças e jovens para os desafios do futuro, foram eles que nos prepararam para o presente. É uma profissão de grande importância para a sociedade, ocupada por pessoas que dedicam a vida a ensinar aos mais jovens”, observa Ezequiel.


A propositura é do presidente da Casa, Ezequiel Ferreira (PSDB), e do deputado estadual Francisco do PT (Foto da ALRN).
Já o deputado Francisco do PT disse que estes profissionais tiveram um importante papel na sua vida, tanto na questão profissional como pessoal. “Uma boa educação ocorre a partir de bons professores e professoras. Por isso, é uma homenagem mais do que merecida”, falou o parlamentar.

Confira abaixo os nomes que serão homenageados na Sessão Solene pelo Dia do Professor:

Marcos José de Castro Guerra

Danilo Medeiros Luiz

Justina Iva de Araújo Silva

Maria Luzinete Cabral

Maria do Socorro Rodrigues

Dalvaní de Brito Galvão (in memoriam)

José Fabiano Pereira da Silva

Maria do Socorro Oliveira

Severino Rufino de Lira

Maria Madalena da Silva

Evanice Fernandes de Queiroz Pinheiro

Andrezza Maria Batista do Nascimento Tavares

Julio Cesar de Andrade Neto

Jonessa Maíra dos Santos

Maria de Lourdes Guerra Vale (in Memoriam)

Marlene de Souza Carvalho

Rubem Varela de Oliveira

Genibaldo Barros

João Maria de Lima

Pedro Fernandes Ribeiro Neto

Maria Messias da Costa Lourenço