quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Corpo do intelectual potiguar Sanderson Negreiro é sepultado em Natal


No fim da tarde desta terça feira (19), o corpo do intelectual José Sanderson Deodato Fernandes de Negreiros, foi sepultado no Cemitério de Nova Descoberta. O velório ocorreu no Centro de Velório da Rua São José. 
Sanderson, faleceu em sua casa, no bairro de Petrópolis, em Natal/RN, nesta terça, enquanto dormia, vítima de parada cardíaca, o jornalista, cronista e poeta, de 78 anos, é considerado um dos mais importantes escritores do Rio Grande do Norte. Foi articulista da Tribuna do Norte e membro da Academia Norte rio-grandense de Letras, patrono da cadeira 40.
Formou-se em Direito, atuou como jornalista, servidor do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte, promotor adjunto e professor de “Cultura Brasileira”. Foi presidente da Fundação José Augusto por cerca de três anos.

Estreou na literatura aos 15 anos de idade com o livro de poesia “o Ritmo da Busca”, editado em 1958, em Natal. O lançamento foi um sucesso. Ficou conhecido na época, como uma revelação na poesia pela sua maneira simples de expressar os seus pensamentos, em poemas.

Dentre as suas publicações, destacam-se os livros “O Ritmo da Busca”, “Lances Exatos”, “A Hora da Lua da Tarde”, “Tardes do Alecrim”, “Manhãs do Tirol” e “Noites da Ribeira”.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © O Jornal Da Serra | Powered by Blogger Design by ronangelo | Blogger Template Mais Template