Curso com certificado!

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre comércio

Para o governo brasileiro, acordo é marco histórico

Delegação brasileira em Bruxelas para o fechamento do acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia - Ministério das Relações Exteriores

Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a União Europeia (UE) concluíram a negociação e fecharam nesta sexta-feira(28) o acordo de livre comércio entre os dois blocos. Segundo estimativas do Ministério da Economia, o acordo representará um incremento do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) brasileiro de US$ 87,5 bilhões em 15 anos.

De acordo com o ministério, esse valor pode chegar a US$ 125 bilhões se se considerarem a redução das barreiras não tarifárias e o incremento esperado na produtividade total dos fatores de produção. O aumento de investimentos no Brasil, no mesmo período, será da ordem de US$ 113 bilhões. Com relação ao comércio bilateral, as exportações brasileiras para a UE apresentarão quase US$ 100 bilhões de ganhos até 2035.

Em nota conjunta dos ministérios da Economia e das Relações Exteriores, o governo brasileiro destaca que o acordo é um marco histórico no relacionamento entre o Mercosul e a União Europeia, que representam, juntos, cerca de 25% do PIB mundial e um mercado de 780 milhões de pessoas. “Em momento de tensões e incertezas no comércio internacional, a conclusão do acordo ressalta o compromisso dos dois blocos com a abertura econômica e o fortalecimento das condições de competitividade”, diz a nota.

O acordo entre os dois blocos foi fechado após dois dias de reuniões ministeriais em Bruxelas, ontem (27) e hoje. Representaram o Brasil os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo.

“O acordo comercial com a UE constituirá uma das maiores áreas de livre comércio do mundo. Pela sua importância econômica e a abrangência de suas disciplinas, é o acordo mais amplo e de maior complexidade já negociado pelo Mercosul”, ressalta o governo brasileiro.

Em publicação no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro, destacou a liderança do embaixador Ernesto Araújo e parabenizou também as equipes da ministra Tereza Cristina e do ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo empenho no fechamento do acordo. “Histórico!”, escreveu Bolsonaro na rede social. “Esse será um dos acordos comerciais mais importantes de todos os tempos e trará benefícios enormes para nossa economia.

Agência Brasil.

...SÓ PARA CONSTAR: veja alguns clicks no Forró de Sirano e Sirino


















quinta-feira, 27 de junho de 2019

VIGILANTES POTIGUARES RECEBEM HOMENAGEM INÉDITA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



No dia 20 de junho é comemorado o Dia do Vigilante. A data foi comemorada na Assembleia legislativa na manhã desta quinta-feira (27) em sessão solene proposta pelo deputado Sandro Pimentel (PSol), que homenageou profissionais e sindicalistas que representam a categoria.


“Este momento é um marco nesta Casa. É a primeira vez que a Assembleia se reúne em sessão solene para homenagear os vigilantes potiguares. Também é a primeira vez que um vigilante assume a cadeira de deputado estadual. Essa categoria tem uma responsabilidade enorme, precisa a cada dois anos se reciclar, fazer cursos e é uma das profissões que mais cresce, devido à insegurança pública”, disse o parlamentar, que é vigilante da UFRN.

Sandro Pimentel ressaltou os números de profissionais no Brasil. Segundo ele, são 3 mil empresas privadas de segurança e 500 mil vigilantes em atividade. “Não podemos admitir que uma profissão como a nossa não seja vista pelo Poder Público. Quantos vigilantes foram alvejados, vítimas do crime e foram afastados pelas empresas sem auxílio?”, questionou. Ele defendeu que a categoria tenha aposentadoria especial garantida pela Reforma da Previdência, em discussão no Congresso Nacional.

Na solenidade, Aristides Soares Pereira, Carlos Alfredo Gomes da Silva, Cosme Alves Ferreira, Eriberto Teixeira da Silva, Francisco de Assis Alves, Gilvan Firmino Nunes, Iran Marcolino Victor, Josenilson Nascimento da Silva, Kléber da Silva Dias e Manoel Marques da Silva Filho foram homenageados pelo Poder Legislativo, além de Geiza Raline Felinto Fagundes, representando as mulheres e vigilantes e os profissionais que fazem à segurança da Assembleia.

Em nome deles, o vigilante e fundador de sindicatos da categoria, Iran Marcolino Victor, falou da importância da homenagem. “Somos uma categoria milenar, mas fomos reconhecidos na década de 60. A sociedade precisa ter o entendimento da importância desta atividade, que é responsável pela segurança de valores, segurança de vidas e de patrimônio”, disse ele, que ressaltou que a atividade não pode ser exercida por qualquer pessoa, e sim por profissionais registrados pela Polícia Federal, que possuem cursos específicos na área.

Ele também lembrou que o número de vigilantes supera o de policiais militares no Brasil, segundo dados do Ministério da Justiça. Esse "exército" da segurança privada também supera, em 35%, o efetivo total das Forças Armadas. “Está aí a importância desta categoria, que muitas vezes é discriminada”, ressaltou Marcolino.

Estiveram presentes no evento, o deputado Hermano Morais (MDB), Francisco de Assis Chaves Fragoso, representando à Confederação Interestadual dos Vigilantes do Nordeste, Márcio Figueiredo da Silva, presidente do Sindfort e Pablo Henrique Lima de Araújo, presidente do Sindsegur.

ASSECOM/ALRN

População do RN poderá emitir carteira de identidade nos Correios



O Governo do RN e os Correios – representados respectivamente pela governadora Fátima Bezerra e o superintendente estadual Rodrigo do Patrocínio Medeiros – firmaram nesta quinta-feira (27), no Auditório da Governadoria, um protocolo de intenções que visa ampliar o atendimento ao cliente no Balcão do Cidadão, serviço oferecido pelo órgão federal. O primeiro passo foi dado através do projeto pioneiro que está sendo desenvolvido com o ITEP-RN (Instituto Técnico e Científico de Polícia), para emissão de carteiras de identidade nas agências dos Correios.

“O Balcão do Cidadão é a prova de que os Correios são uma empresa sólida e que deve continuar sendo estatal, porque está presente em todas as cidades brasileiras, tem caminhado junto às novas tecnologias e se mantém acessível às demandas da população”, declarou Fátima. Em princípio, o projeto da emissão das identidades está sendo implantado na agência da Ribeira como um projeto-piloto. Em breve, após alguns ajustes, estará funcionando a pleno vapor e será ampliado para as demais agências.

Atualmente, os Correios já prestam vários serviços em suas agências como a emissão, regularização e alteração de CPF, emissão de certificado digital, entrada no seguro por acidente de trânsito (DPVAT), distribuição de kit de conversão para recepção do sinal digital de TV e pagamento de aposentados de INSS por meio do Banco Postal. “Os Correios já conseguiram se adequar aos novos tempos e, com o Governo do RN, poderá lograr outras parcerias e implementar ainda mais os serviços já oferecidos”, disse o vice-governador Antenor Roberto.

O diretor do ITEP, Marcos Brandão, destacou a importância da parceria e enfatizou o valor que o documento da identidade (ou registro geral – RG) tem para a população. “O RG é a base de todos os documentos que as pessoas venham a ter por toda a vida”, afirmou. Para ele, ampliar a oferta desse serviço é mais uma forma de garantir o direito à cidadania, além de ser uma política de segurança pública, uma vez que a identidade registra as digitais das pessoas.

O superintendente dos Correios, Rodrigo do Patrocínio, agradeceu ao Governo pela recepção e pela parceria e destacou aos representantes dos demais órgãos presentes à solenidade, tais como Polícia Civil, AGN (Agência de Fomento do RN), Datanorte, entre outros, para que apresentem suas demandas à empresa. “Nossa ideia é ampliar cada vez mais a oferta de serviços do Balcão do Cidadão e acredito que outros órgãos tenham interesse em se aproximar da população através de nossas agências. Estamos presentes em todos os 167 municípios do estado”, informou.

Sandro Menezes/ASSECOM-RN

terça-feira, 25 de junho de 2019

ASSEMBLEIA CELEBRA 61 ANOS DE FUNDAÇÃO DA UFRN EM SESSÃO SOLENE




O aniversário de 61 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), fundada em 25 de junho de 1958, foi celebrado em sessão solene na Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (25). Proposta pelo deputado Sandro Pimentel (PSOL), a solenidade homenageou personalidades que escreveram a história da Universidade. Os deputados Hermano Morais (MDB), Coronel Azevedo (PSL), Isolda Dantas (PT) e Francisco do PT também participaram da solenidade.

“Hoje é um dia de muita comemoração. As pessoas que estão aqui, tiveram a alegria de um dia cruzar pela primeira vez os portões da UFRN ou têm um amigo ou conhecido que teve a oportunidade de ter essa sensação. Gostaria de destacar a importância da UFRN e de como uma instituição pode representar tão bem o nosso Estado. Temos muitas instituições e organizações importantes, mas nenhuma que tenha a pluralidade e importância da UFRN”, disse o parlamentar enquanto destacava a importância da produção científica da instituição.

A ex-diretora do Centro de Ciências Sociais (CCSA), Maria Arlete Duarte de Araújo, aproveitou sua fala em nome dos homenageados para destacar a importância e a necessidade de valorização da UFRN e de todas as universidades. “Pensar diferente disso é regredir. Cada um aqui tem uma importância na história da UFRN. Meus parabéns a todos os construtores que estão aqui hoje. Essa sessão reconhece a importância que tem a UFRN não só para o RN, mas para todo o Brasil”, disse.

Homenageados
Camila Barbosa dos Santos, Daladier Pessoa da Cunha Lima, Daniella Camila Araújo Dias, Dulce Leda Montenegro, Genibaldo Barros, Geraldo dos Santos Queiroz, João Maria dos Santos (in memoriam), José Ivonildo do Rêgo, Manoel Santa Rosa Macêdo da Silveira, Maria Arlete Duarte de Araújo, Othon Anselmo de Oliveira.

História
Criada em 1958 a UFRN é o principal centro universitário do Estado e possui cinco campi: Natal (Campus Central), Macaíba (Escola Agrícola de Jundiaí), Santa Cruz (Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí), Caicó e Currais Novos (ambos através do Centro de Ensino Superior do Seridó).

Além da graduação, a UFRN mantém diversos programas de pós-graduação (stricto e lato sensu), projetos de pesquisa e extensão, bem como inúmeros polos de Educação à Distância (EAD), educação infantil, ensino técnico e três hospitais universitários (Onofre Lopes, Januário Cicco e Ana Bezerra).

ASSECOM/ALRN

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Confira cobertura do I Arraiá da Pereirada



Nesse fim de semana, em Lagoa Nova/RN, no Mirante de Dona Terezinha de Alfredo, descendentes de Tertuliano Pereira "Terto Frasão" e Leonidas Pereira "Leonido Frasão", realizaram o prestigiadíssimo  I Arraiá da Pereirada.

A turma, caprichou  na gentileza, hospitalidade e na decoração junina, composta por bandeirinhas coloridas, balões multicores, porta retrato, caritó e replica de cenário, para lembrar antigas bodegas. Fez bonito na camiseta personalizada...E como não poderia faltar, nessa época do ano, ninguém despeçou as comidas de milho, bem como um  animado rasta pé.

Como se não bastasse, estasiados diante das belezas, vistas do cume da Boborema Potiguar, no dia seguinte, ainda aconteceu um delicioso churrasco ao som do violão ou do forró raiz. Sem mais delongas, FRATERNIDADE, é a palavra que define esse evento maravilhoso.

O blog foi abraçar Dona Terezinha, anfitriã da festa, para traz alguns cliques para nosso leitores.























sábado, 22 de junho de 2019

Universidade da Infância é referência em métodos pedagógicos inovadores

Na instituição de ensino, por exemplo, já é realidade o ensino de robótica em ambiente makers, horta orgânica e ensino bilíngue.

Na mini cidade pedagógica, se aprende na prática, como funciona a ação social, esporte, lazer, segurança pública, saúde, banco, fórum de justiça, prefeitura e câmara de vereadores (Foto: Robson Saldanha).

Por Eliabe Alves

Na sexta-feira, 21 de junho de 2019, no bairro de Cidade Satélite-Natal/RN, A Unifan (Universidade da Infância), com direção  pedagógica  de Melina Saldanha, inaugurou  sua mini cidade composta por 10 mini prédios: Centro de  Esporte e Lazer, Centro de Ação Social, Secretaria de Segurança Pública, Supermercado, Centro de Saúde, Banco, Forum Judicial, Câmara Municipal e a Prefeitura. 


A posse de Isabela Sousa, primeira Prefeita da Mini Cidade, foi dada pelo Vice Governador do Estado, Antenor Medeiros,  que elogiou a inserção desse projeto cidadão na proposta pedagógica da escola. A posse foi muito concorrida e o Vice Governador ficou por aproximadamente uma hora de meia na Escola,  discursou, respondeu perguntas dos alunos e deu posse à Prefeita. A Universidade da Infância, está de parabéns, pela organização social e a experiência pedagógica avançada", disse Antenor.

Crianças aprendem, através  de simulação bancária (Foto: Cedida). 

Conforme conta a direção,  Universidade da Infância, mais conhecida como Unifan, está no Satélite há 28 anos, é uma uma escola da ensino privada, que na atualidade despõe de 250 crianças matriculadas, com vistas a trabalhar a cidadania,  para além do ensino formal, proporcionando aos  alunos, desde cedo, princípios basilares de construção de caráter cidadão, para  pequenos brasileiros das séries iniciais.

Valendo-se desses métodos modernos, a instituição compreende o  papel da escola aliado à  família,  como agentes formadores essenciais, no impulsionamento das vivências de métodos pedagógicos inovadores, que pela didática  renovada, vem se notabilizando como modelo de referência na capital do RN.

Nesse espaço, estudantes compreendem, como funciona o setor judico ( Foto: Cedida). 

Ainda de acordo com a gestão, na escola, já é realidade o ensino de  robótica em ambiente makers,  horta orgânica e ensino  bilíngue. Algo que, por sinal, os pequenos gostam bastantes, por  possibilitar a ambos,   conhecer muitas realidades da vida e que irão aprender fazendo.


Atividades de natureza social, didaticamente, são apresentadas aos pequenos alunos(Foto: Cedida).


sexta-feira, 21 de junho de 2019

Acaba exigência de reavaliação pericial a aposentados por HIV/Aids


Portadores de HIV/Aids aposentados por invalidez estão dispensados de reavaliação pericial. A regra está prevista na Lei 13.847, publicada nesta sexta-feira (21) no Diário Oficial da União.
A norma foi promulgada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, depois que o Congresso rejeitou, no dia 11 de junho de 2019, o veto total (VET 11/2019) ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 188/2017, aprovado em abril.
O texto foi proposto pela Articulação Nacional de Saúde e Direitos Humanos, uma entidade que luta por direitos das pessoas que vivem com HIV/Aids. Apresentado pelo senador Paulo Paim (PT-RS), o projeto foi aprovado na forma de um substitutivo do senador Romário (Podemos-RJ).
O argumento da proposta é de que que a pessoa aposentada por invalidez já passou por diversos períodos de auxílio-doença, o que atesta a degradação de sua saúde e a irreversibilidade dessa condição.
Agência Senado

quarta-feira, 19 de junho de 2019

"Governo oficializa as novas regras para tirar a CNH

Foto: Divulgação.
"Como prometeu na semana passada, o governo federal oficializou as novas regras para o processo de habilitação de motoristas. Foi publicada nesta segunda-feira (17) a resolução 778/ 19 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que prevê, entre outras mudanças, a não obrigatoriedade para o uso do simulador nos Centros de Formação de Condutores (CFCs).

s novas normas começam a valer daqui 90 dias. Confira as mudanças:

>> Placa Mercosul terá novidades para facilitar identificação e evitar clonagem

Simulador não obrigatório
Torna-se facultativo o uso de simulador para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B.

Assim o candidato poderá optar por realizar as cinco horas/ aula no aparelho, desde que disponível na autoescola. Neste caso, o simulador continuaria a ser usado antes das aulas práticas em vias públicas.

A resolução determina ainda que o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) ficará responsável por acompanhar o uso do simulador em todo o Brasil e avaliar a sua eficácia no processo de formação de condutores.

>> Mudança nas regras: Bolsonaro atirou no que viu. Mas só acertou no que não viu…

Aula prática noturna reduzida
A exigência de aulas noturnas caiu de 5 horas para apenas 1 hora/ prática para os aspirantes às categorias A (moto), B (automóveis) e ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores)."

"Carga horária menor

Com o uso facultativo do simulador, a carga horária necessária de aulas práticas a cumprir pelo postulante antes de tirar a CNH na categoria B volta a ser de 20 horas/ aula - era de 25 horas com o equipamento de direção veicular.

Já para a inclusão da categoria B à CNH, a carga horária do curso prático volta a ser de, no mínimo, 15 horas/ aula.

>> Como é a pontuação da CNH em outros países; restrição diminui infrações e mortes

Permissão para ciclomotores facilitada
A carga horária para obter a permissão de conduzir ciclomotores (ACC) - veículos de duas rodas de 50 cm³ -, também foi reduzida, de 20 para 5 horas/ aula.

Além disso, quem desejar a autorização, poderá, dentro de um ano, realizar apenas as provas, sem a necessidade das aulas teóricas e práticas. Porém, caso seja reprovado, deverá frequentar as aulas práticas.

Os CFCs poderão utilizar veículo próprio ou permitir que o aluno possa apresentar um veículo para realizar as aulas.

Pontuação e validade dependerá do Congresso
As demais mudanças na CNH previstas no Projeto de Lei (PL) elaborado pelo governo ainda dependerá da aprovação no Congresso Nacional.

Entre as várias propostas, deputados e senadores vão analisar a ampliação no prazo de validade da carteira - de 5 para 10 anos - e o aumento da pontuação de 20 para 40 para que o condutor tenha o direito de dirigir suspenso por cometer infrações.

As comissões na Câmara dos Deputados que estudarão o PL do governo ainda não foram criadas, muito menos definido o prazo para que o pacote de novas regras vá a plenário para votação".

GP



Governo Federal divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará


Foi publicada no Diário Oficial da União uma lista com287 atividades econômicas que não precisarão de autorizações prévias para funcionar, como alvarás e licenças de funcionamento. A resolução com a lista define diferentes exigências a partir do risco. Os negócios classificados como de “baixo risco A” terão maior autonomia para o processo de abertura.

A resolução foi aprovada pelo Comitê Gestor da Rede de Simplificação de Negócios, com representantes do governo federal e de outros entes públicos, como estados e municípios. A norma valerá para aqueles estados e municípios que não tiverem regras próprias. No caso daqueles com legislação específica, esta é a que valerá.

A decisão detalhou a Medida Provisória (MP) Nº 881, de 2019. Esta trouxe novas regras para desburocratizar a abertura e o funcionamento de negócios. A resolução criou três classificações: “baixo risco A”, “médio risco” e “alto risco”.

As atividades definidas como de "baixo risco A" passaram a não precisar de qualquer tipo de autorização para implantação e funcionamento. Isso inclui licenças e autorizações. Até então, para abrir um empreendimento havia necessidade de buscar permissões, como alvarás da prefeitura ou autorizações de Corpo de Bombeiros ou da Defesa Civil.

Para se enquadrar na dispensa de autorização, além de estar nas 287 atividades listadas foram definidos alguns requisitos especiais. Nas zonas urbanas, por exemplo, o empreendimento precisa estar em uma zona regular. Caso funcione na casa do responsável, não será permitida uma atividade com grande circulação de pessoas ou se sua natureza for digital (como uma startup ou um serviço oferecido por um aplicativo ou site).

Só poderão ser enquadrados como de baixo risco aqueles negócios em locais de até 200 m² e com no máximo três pavimentos, sem subsolo. Nesse caso, a lotação máxima deverá ser de 100 pessoas e não será permitida a presença de gás liquefeito acima de 190 kg ou de mais de 1.000 litros de líquido inflamável.

Alguns exemplos que estão nessa lista de 287 itens são:

– agência de notícias, publicidade, matrimoniais e de viagens.

– Web design

– aluguel de aparelhos eletrônicos, musiciais, equipamentos esportivos e recreativos, móveis, máquinas para escritório, material médico, DVDs e similares.

– Atividades de cobrança, de contabilidade, de gestão à saúde e consultoria empresarial.

– Atividades de fisioterapia, nutrição, psicologia, psicanálise, terapia ocupacional e fonoaudiologia.

– Atividades técnicas relacionadas à engenharia e arquitetura.

– Atividades veterinárias, desde que não inclua comércio e/ou uso de medicamentos controlados ou equipamentos de diagnóstico por imagem.

– Bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas.

– Cabeleireiros, manicure e pedicure.

– Comércio a varejo e atacado de várias coisas, como bolsas e calçados, artigos para cama e mesa, papelaria, cerveja, refrigerante, bombons, joias, etc.

– Compra e venda de imóveis próprios.

– Confecção de roupas.

– Cursos preparatórios para concursos

– Edição de jornais, revistas e livros.

– Ensino de dança, esportes, música e idioma.

– Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares.

– Padaria e confeitaria com predominância de revenda.

– Pensões.

– Restaurantes.

– Serviços de adestramento de cães de guarda.

Desburocratizar:
A norma valerá para aqueles estados e municípios que não tiverem regras próprias.

CNPJ obrigatória:
O diretor de registro empresarial da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, André Ramos, explicou que a classificação de baixo risco não exime os empreendedores de tirar Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e outros registros tributários, como inscrições municipais e estaduais. Da mesma forma, a decisão não exime os responsáveis de cumprir outras exigências da legislação.

A MP também não autoriza abertura de negócios em qualquer lugar. Não dispensa licenças profissionais, quando exigidas, nem a observância das demais normas. Empreendedores não ficam imunes à fiscalização. Mas não pode é a fiscalização ser condição para ela exercer”, disse. 

Riscos médio e alto:
Empreendedores das atividades listadas como de médio risco poderão abrir negócios com alvarás provisórios, como ocorria até então no caso de micro e pequenas empresas, mas precisarão de vistoria posterior para confirmar a permissão concedida preliminarmente.

Já os empreendimentos de alto risco terão requisitos específicos, como de segurança sanitária, metrologia, controle ambiental e prevenção contra incêndios. É o caso, por exemplo, de barragens como a de Mariana e de Brumadinho.

Estados e municípios:
O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, disse que a resolução vale para os estados e municípios sem normas próprias para o tema. Ele explicou que cada ente federativo pode ou seguir ou estabelecer lista com classificação própria, alterando também as atividades que vão ser dispensadas de autorização, que precisarão de alvarás provisórios ou que terão exigências maiores.

Segundo o secretário, o objetivo da medida, e da MP, foi facilitar a abertura de negócios. “Hoje o Brasil ocupa posição de ranking para fazer negócios muito atrás de outras nações parecidas conosco. O objetivo com a MP foi retirar um pouco o peso da burocracia, o excesso de regulamentação para tornar o Brasil ambiente melhor para empreender”, disse.

Olho na notícia.

Entre a Serra Azul e o Sertão


Foto: Ian Rassari

A jornalista Ângela Bezerra lança, neste sábado (22), o livro “Entre a Serra Azul e o Sertão”, que conta histórias sobre seus pais: Luiz e Angelita. O título faz referência à região onde se passam os fatos: a Serra de Santana, antes conhecida como Serra Azul, e o sertão de Currais Novos. O evento acontece no condomínio de chalés da família no município de Lagoa Nova, a partir das 19h. A obra também será lançada durante a Festa de Santana em Currais Novos, no dia 16 de julho, durante a tradicional feirinha. Ainda não há data prevista para o lançamento em Natal.

A intenção inicial, com o livro - que é ilustrado por fotos antigas - era fazer o registro afetivo da trajetória de Luiz e Angelita, como forma de manter essa memória viva para a família. No entanto, a obra vai além desses dois personagens. “Fala também sobre um tempo e um lugar, fala sobre a cultura de um povo, o sertanejo, que conhece bem o real valor de uma boa chuva, de uma boa colheita, das dificuldades de se sobreviver na caatinga. Fala, ainda, de costumes, de como era a vida em meados do século XX na região do Seridó. Fala especialmente sobre memórias: faladas, escritas e esquecidas”.

Um dos episódios que a jornalista destaca como um dos mais impactantes registrados no livro é o fato de o bisavô dela, Francisco Bezerra de Medeiros – fazendeiro rico do sertão de Currais Novos, ter deserdado o filho, Joaquim, por se casar com Júlia, uma moça ‘de cor’ aos olhos do patriarca. No dia do casamento, o repique do sino da Matriz de Santana foi fúnebre, a mando do pai. Outras histórias, ela conta, chegam a ser engraçados de tão surreais.

E por tratar de memórias, o livro “Entre a Serra Azul e o Sertão” não tem a pretensão, como defende Ângela, de registrar toda a trajetória de seus pais, de forma cronológica. “Muita coisa ficou no esquecimento, nas lembranças guardadas lá no fundo das memórias. Mas o que veio à tona e foi possível registrar está agora disponível para quem tiver interesse e curiosidade de conhecer um pouco mais sobre este casal, que cumpriu a missão a que se propôs e sobre a época e o lugar em que viveram.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Bruna Marquezine vai se mudar do Brasil

A atriz pretende se mudar até setembro deste ano ( Foto: Reprodução).
Bruna Marquezine, é sempre assunto no mundo dos famosos. Desta vez, não foi diferente, a atriz anunciou que irá embarcar em um avião rumo a Los Angeles, nos Estados Unidos, muito em breve.
Quero ir este ano logo, mas ainda tenho alguns compromissos de trabalho para cumprir. Quero resolver tudo logo porque o meu objetivo é ir sem ter que voltar o tempo todo para nada”, explicou Bruna.
De acordo com ela, o único empasse é decidir quanto tempo ficará fora. ”Exatamente por isso que estou demorando um pouco para escolher o curso que vou fazer. Não sei se serão 3 de 2 semanas. Posso ficar até 6 meses”, avaliou a fashionista.
A atriz pretende conquistar novos horizontes, a ideia é que a mudança aconteça ainda em setembro de 2019. O intercâmbio incluirá cursos com inclinação para as artes e cênicas, um mix de matérias como possivelmente direção, fotografia e atuação.
Quando questionada se irá focar mais em atuação a atriz respondeu: ”Não sei se irei me limitar a atuação. Esta curadoria deles é muito legal porque traçam um perfil seu para que eu possa fazer um mix de cursos. Tem propostas dentro da minha área que não focam apenas na carreira de ator como roteiro, direção, fotografia… Tudo isso me interessa muito. E ainda acrescenta. Um ator completo é aquele que tem uma visão ampla para todas estas áreas que englobam a profissão”.
Quanto a possivelmente entrar para o mundo da direção, a beldade não descartou a possibilidade. “Tenho vontade de dirigir. Admiro muito quem sabe escrever, porque tenho muita dificuldade. Tenho muitas ideias, mas não sei como colocá-las no papel. Seria interessante entender um pouco da técnica. Admiro quem tem este dom de forma natural” afirmou a morena.
Será que Bruna Marquezine quer conquistar Hollywood?
Mix

Não tem pra ninguém! Música da Marília Mendonça é a mais ouvida pelos brasileiros

O single ao vivo, "Todo Mundo Vai Sofrer", tem mais de 80 milhões de acessos no Youtube (Foto: Divulgação).
Marília Mendonça acaba de completar um mês no topo das plataformas digitais com o single “Todo Mundo Vai Sofrer”.
A faixa tem batido um recorde atrás do outro – , e atualmente, é a música mais ouvida pelos brasileiros.
O hit da Marília Mendonça foi gravado, ao vivo, durante um show em Boa Vista, Roraima, no dia 17 de maio.
No Youtube, o clipe dessa música tem nada menos que 80 milhões de acessos.
Marília Mendonça deve tá rindo à toa – , a cantora segue imbatível!
MIX

Libra: a moeda digital do Facebook



Facebook anunciou, nesta terça-feira (18), o lançamento de uma própria criptomoeda, a Libra, e a criação de uma nova subsidiária, a Calibra, confirmando a entrada da gigante de tecnologia no mundo das finanças e na oferta de serviços financeiros digitais.
“O primeiro produto que a Calibra irá lançar é uma carteira digital para o Libra, uma nova moeda global baseada na tecnologia blockchain. A carteira estará disponível no Messenger, WhastApp e em um aplicativo independente – e esperamos lançá-la em 2020”, informou a empresa em comunicado.
O projeto, batizado de rede Libra, foi noticiado pela primeira vez em dezembro de 2018.
A empresa, que também é dona do Instagram, busca competir com bancos e reduzir custos de consumidores. O Facebook, que reúne mais de 2 bilhões de perfis no mundo, quer seu sistema de pagamentos com moeda digital também sirva para usuários que também não tenham conta bancária.
Segundo o Facebook, a carteira digital permitirá o envio de criptomoedas por meio do smartphone, através das plataformas do grupo, “de maneira simples e imediata, como se estivesse enviando uma mensagem de texto de graça ou a baixo custo”.
“Com o tempo, também esperamos oferecer serviços adicionais para pessoas e empresas, como pagar contas apenas apertando um botão, comprar uma xícara de café escaneando um código, ou usar transporte público sem a necessidade de carregar dinheiro ou um cartão de transporte”, diz o comunicado.
Criptomoedas são rodadas com a tecnologia blockchain, que usa blocos de informação, como acordos ou transações, a serem armazenados em uma rede de computadores.
O Facebook promete adotar medidas para proteger a privacidade dos usuários da sua carteira digital. “A não ser em casos específicos, a Calibra não dividirá informações de conta ou dados financeiros com o Facebook Inc. ou nenhum outro terceiro sem o consentimento do cliente. Isso significa que as informações de conta e os dados financeiros de clientes da Calibra não serão usados para aumentar a assertividade de anúncios na família de produto do Facebook”, afirmou.
ABI/G1

Senado derruba decreto sobre armas


O PDL do senador Randolfe Rodrigues foi aprovado com 47 votos favoráveis e 28 contrários (Foto: Moreira Mariz).
Com 47 votos favoráveis e 28 contrários, o Plenário aprovou nesta terça-feira (18) o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 233/2019, que susta o Decreto presidencial 9.785, de 2019, que flexibiliza regras para a posse e o porte de armas. A matéria vai à Câmara dos Deputados.

O regulamento do Executivo altera o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2003). Assinado em maio pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, o decreto concede porte a 20 categorias profissionais e aumenta de 50 para 5 mil o número de munições que o proprietário de arma de fogo pode comprar anualmente. Medidas que facilitam o acesso a armas e munição faziam parte das promessas de campanha de Bolsonaro.

O PDL é de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e recebeu relatório favorável do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB).

Agência Senado.