Curso com certificado!

terça-feira, 30 de junho de 2015

Júnior Laurentino quebra o silêncio e fala com exclusividade a O JORNAL DA SERRA








Airton Laurentino Júnior, mais conhecido por “Júnior Laurentino”, membro de um do
s mais antigos clãs políticos no interior do RN, com mais de meio século de presença na vida pública na cidade de Flôraria/RN. Júnior é agropecuarista, filiado ao (PSB), em entrevista exclusiva a O JORNAL DA SERRA, recordou a luta de Padre Sinval em prol da criação do município, fez referência aos momentos de sua trajetória política, à medida que, também teceu comentários sobre o crescente potencial econômico serrano. Por último, fez objeções acerca da gestão local e afirma de que seu nome está a disposição para o próximo pleito eleitoral. Confira:

O Jornal da Serra - Como você entrou na política?
Júnior- Na verdade, toda minha família é política há muito tempo; meu avô, o Tenente Laurentino, foi um grande proprietário de terras em Florânia e na Serra de Santana, era um político sem mandato, mas, por indicação dele minha avó Santa Laurentino,  foi eleita a primeira mulher prefeita em Florânia/RN em (1950), meu pai, tios, irmão e primos sempre foram políticos. O ex- padre Sinval Laurentino, meu tio, quando prefeito de Florânia, fundou povoado com intuito de fazer dele uma nova cidade. Em (1988), Neto Laurentino, meu irmão, também foi eleito Prefeito de Florânia, com o propósito de emancipar Tenente Laurentino, que, na época estava se desenvolvendo muito e precisava ter vida própria.

O Jornal da Serra- De que maneira ocorreram as lutas pela criação do município de Tenente Laurentino Cruz?
Júnior- Na campanha para Prefeito de Florânia em (1988), tio Sinval, criou o slogan para o povoado: “Nas mãos de Neto Laurentino, Tenente será cidade”, então, Neto, já foi eleito que esse compromisso de emancipar esse lugar, em seguida começou esse trabalho liderando por Sinval Laurentino. Em (1992) demos mais ênfase através da Prefeita Jandira, esposa de tio Sinval, mas, só em Julho de (1993), o projeto de criação do município, de autoria do Deputado Carlos Marinho foi aprovado na Assembleia Legislativa do RN. A instalação aconteceu em 1996, participei ativamente das lutas pela independência de Tenente Laurentino, apesar de em Florânia, outros políticos se manifestarem contra, pois, segundo eles, isso diminuiria as receitas da cidade.

O Jornal da Serra- Quais foram os obstáculos e dificuldades do inicio de sua vida pública?
Júnior- Na época da criação do município, nós gostaríamos que o primeiro Prefeito fosse o Padre Sinval, mas, infelizmente, ele, adoeceu de maneira irreversível e eu assumi a luta que ele começou em Tenente Laurentino. Aqui nossas maiores dificuldades eram: os agricultores carecendo de assistências, muitas ruas sem calçamento, existiam ensino escolar de segundo grau, não havia postos de saúdes e muitos casam e continuavam morando nas casas dos pais pelo o motivo de não possuírem moradias etc.

O Jornal da Serra- Em seus mandatos como prefeito de Tenente Laurentino Cruz, que obras conseguiram viabilizar para o município?
Júnior- Eu consegui muitas obras: construir três ginásios de esportes, duas escolas na zona rural de ensino fundamental, postos de saúdes, todo o calçamento que existe na cidade, a estrada que liga Tenente Laurentino a Florânia, perfuramos mais de noventa poços, criamos mecanismos de incentivos a agricultura através técnicos da agricultura, cortes de terras, conseguimos a Adutora da Serra de Santana, juntos com todos os prefeitos serranos, capacitação dos jovens por meio de vários cursos profissionalizantes, seis tratores, erradicamos as casas de taipas, construímos setecentos e dezenove casas nas zonas urbanas e rurais, eletrificações nas zonas rurais, construções de mais de (500) cisternas nas zonas rurais, água encanada nas zonas rurais etc. Mas, a maior obra que fiz logo no inicia de meu primeiro mandato, foi ter conseguido trazer o ensino de segundo grau com Escola Estadual Sinval Laurentino, viabilizada através do Governador Garibaldi Alves Filho.

O Jornal da Serra- O que gostaria de ter realizado e não conseguiu?
Júnior- E que mais gostaria de ter realizado em minha cidade e na nossa região, seria conseguir viabilizar uma forma de industrialização para gerar mais empregos e promover mais dignidade para as pessoas. Gostaria também de construir um hospital e terminar a creche.  Só é possível haver desenvolvimento em qualquer lugar se tiver três: água, estrada e energia. Água já tem, mas a energia que nós temos na Serra de Santana é para pequenos consumidores, energia de grande porte que servem para as indústrias ainda não temos, precisamos de uma sub estação  da energia eólica aqui, para que possuímos atrair as grandes industrias. Esperamos que a estrada da produção saísse o mais breve possível. As produções agrícolas serrana têm que ser industrializada aqui, para que gere mais receitas e desenvolvimento para região.

na próxima eleição nosso grupo apresentará um candidato a prefeito, vamos se reunir com tempo o suficiente vamos debater e escolher o melhor candidato para que Tenente Laurentino volte a crescer com responsabilidade ”

O Jornal da Serra- Em que áreas a atual gestão está deixando a desejar?
Júnior-Não gosta de falar de adversário, mas, acho que a população de Tenente Laurentino saberá julgar daqui a um ano e pouco. O prefeito que ai está ainda não fez um metro de calçamento. Ninguém sabe para onde está indo o dinheiro que a prefeitura recebe da energia eólica. O que mais me entristece é saber que o segundo grau está praticamente acabado, há semana que só tem um dia de aula, é o faz de conta que existe escola, isso não é para acontecer, não podemos deixar morrer uma escola que beneficiou tanto os jovens dessa cidade. Prometeram que ia ter até remédio encanado, onde às pessoas não precisariam sair de casa para terem acesso aos medicamentos, a saúde em crise, não valorizam os professores, não há assistência social, os agricultores estão mal assistidos. Se fôssemos analisar não há o que se possa comemorar na atual gestão, a única coisa positiva que o prefeito está fazendo é pagar os funcionários em dias. 

O Jornal da Serra- Que diagnostico você faz da situação atual dos municípios serranos e seridoenses?
Júnior- Do mês de Janeiro para car os prefeitos não têm de quer reclamar, pois, é um período de bonança, as receitas vão aumentando devagarzinho até Maio. De Junho a setembro acontece uma queda brusca. Ou seja, os governantes que não possuírem habilidades administrativas passaram apertos financeiros em suas prefeituras. Por outro lado, o Brasil está passando por uma dificuldade muito grande, por esse motivo, vejo que é preciso muita cautela, para conseguir atravessar essa crise. Na Serra de Santana está acontecendo a construção de condomínios, isso é bom em termos de ter aonde acomodar o turista, mas, por outro lado é preciso que as secretarias de Turismo dos municípios, valorizem os artistas locais, culinária, criem museus e eventos anuais que segurem os turistas nas cidades,  por exemplo: Lagoa Nova, possuem pousadas, chalés, mais não há atrativos desse porte na sede da cidade para agradar os turistas.

O Jornal da Serra- Como avalia o inicio do Governo Robson Faria?
Júnior- O Governador Robson Faria pegou um Estado com grandes dificuldades, esse é que é a realidade, tem boa vontade de acertar. Não votei nele, mas, espero que ele faça a gestão que todo Rio – Grandense do Norte espera, acredito que ele se sairá bem nessa luta.

O Jornal da Serra- Você acredita que no Ministério do Turismo, Henrique Alves, terá chance de se recuperar politicamente, após derrota eleitoral recente?
Júnior- Acredito sim, pois, no plano nacional, na condição de Ministro já é uma recuperação. No Rio Grande do Norte, para Deputado Federal basta só ele disser que candidato que se elege com facilidade, daqui a dois anos verá o que ele vai trazer em termos de realizações. Ele é um batalhador, gosta do RN e briga pelo RN. Conheço Henrique a mais de quarenta anos e posso garantir que ele não perseguirá nem um prefeito que não votou nele na última eleição.

O Jornal da Serra- Cite os motivos que geraram crise e queda de popularidade da Presidente Dilma Rousseff?
Júnior- O acontecimento que determinou a queda de popularidade dela não é a crise econômica, haja vista que, isto é um processo que depende do mundo. Ao meu vê, o que geram a maior crise dela foi o bombardeio do PT em cima da Petrobras, ter omitido algumas verdades na campanha, promessas de campanhas não compridas, dificuldade em admitir erros e ter mexido nos direitos dos trabalhadores brasileiros. Eu votei em dona Dilma e Lula, espero que ela se recupere desses desgastes para que o Brasil volte a crescer, pois, se isso não acontecer, esse governo não terá como continuar.

O Jornal da Serra- Como você vê os protestos nas e avenidas das grandes cidades brasileiras?
Júnior- O povo está indignado com o escândalo da Petrobras, isso ta errado, os brasileiros estão querendo que as providências sejam tomadas em relação à Friboi e PT, o uso indevido do dinheiro do BNDS.

O Jornal da Serra- O que Tenente Laurentino Cruz precisa para ter mais progresso e dinamismo?
Júnior- Tenente Laurentino precisa de mais geração de renda, uma das melhores saídas para a nossa região seria a vinda de um IFRN, para formar nossos jovens, desenvolver a indústria agrícola e gerar empregos aqui. Pois, temos casas de farinhas, caju, castanha e os produtos que precisam sair daqui já no ponto de ser comercializado, isso faria com que a serra que  se tornasse um celeiro de produção.

O Jornal da Serra- Você será candidato na próxima eleição?
Júnior- Olhe, na próxima eleição nosso grupo apresentará um candidato a prefeito, vamos se reunir com tempo o suficiente vamos debater e escolher o melhor candidato para que Tenente Laurentino volte a crescer com responsabilidade, pois hoje está está parado. O meu nome está à disposição, temos também os bons nomes: Rozenildo, Paulo Movéis, Dr. Marcio, Tomazinho, Sueneide, Assis, Cipozim e outras pessoas preparadas.





Rio Grande do Norte lidera estatística de professores que têm recorrido à jornada dupla

Em 16 Estados, a estatística de professores que têm recorrido à jornada dupla (ou até tripla) de trabalho supera a média nacional. Rio Grande do Norte (55%) e Roraima (54%) lideram. A informação é da Folha de São Paulo.

Na outra ponta, estão Tocantins e Distrito Federal, com 22,6% e 12,7%, respectivamente. Em São Paulo, cerca de 41% dos professores do ensino fundamental aderem a atividades extras. O levantamento mostra ainda que cerca de 30% dos professores que atuam em uma escola por 40 horas ou mais por semana também arranjam tempo para complementar a renda com outras atividades.

Secretária de Segurança do RN quer concurso para PM ainda em 2015

A secretária de Segurança e Defesa Pública do RN, Kalina Leite, em entrevista ao NOVO Jornal fez um balanço do primeiro semestre à frente da pasta, anunciada como prioritária pelo governador Robinson Faria na campanha eleitoral de 2014. “A gente está trabalhando junto com o TCE a possibilidade de concurso público na área de Segurança Pública, embora o Estado esteja no Limite da Lei de Responsabilidade Fiscal”. A gestora quer que a seleção ocorra ainda neste ano, mas ainda não tem detalhes sobre o possível edital.

A falta de recursos humanos, avalia a gestora, é a principal dificuldade enfrentada pela equipe que começou a trabalhar no governo em janeiro deste ano. A realização do concurso seria necessário para sanar, mesmo que parcialmente, o déficit de servidores nas policias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros. A Civil, por exemplo, tem um déficit de 70%. Na PM o saldo negativo é de 30% e, no Corpo de Bombeiros, cerca de 40%. Apesar disso, acima do limite legal previsto por lei, o governo está impedido de contratar.

A Polícia Militar conta atualmente com cerca de 8 mil policiais, quando na realidade, deveria contar com pouco mais de 15 mil. Embora o governador Robinson Faria tenha assinado decreto convocando os policiais cedidos a órgãos dos outros poderes, a exemplo do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, o número ainda seria insuficiente, mas já seria considerado um bom incremento momentâneo. “Acredito que os poderes estão absolutamente sensíveis a essa necessidade”, disse a secretária. “Eles têm trinta dias para devolver. Se não devolver, que arquem com a responsabilidade”, disse.

sábado, 27 de junho de 2015

#RECONHECIMENTO

O JORNAL DA SERRA parabeniza Edvirgens Golveia, lagoanovense, que a pouco mais de uma semana, formou-se em QUIMÍCA pelo IFRN (Instituto Federal de Educação do Rio Grande Norte). O jornal, por sua vez, também faz votos de muito sucesso e brilhantismo profissional a jovem, recem graduada.

Colisão deixa ferido em Currais Novos

Na noite deste sábado (27) uma colisão entre motos foi registrado na Avenida 13 de Maio, Bairro Paizinho Maria no trecho da BR-226 envolvendo uma moto Yamaha Factor de placa NOA-5281 Currais Novos (Condutor se evadiu do local) e outra motoneta 50 cilindradas conduzida pelo o cidadão JOSÉ PEREIRA F. DA SILVA MAIS CONHECIDO COMO ZÉ PEQUENO residente na Rua Nerival Araújo em Currais Novos.
Zé Pequeno ficou ferido e foi socorrido pela equipe do Esquadrão resgate com auxílio de outra equipe do SAMU. Ele sofreu escoriações mais sem gravidade e apresentava sintomas de embriagues.
A Polícia Rodoviária Federal chegou a ser acionada, mas como as motos ficaram interditando a via prejudicando o trânsito intenso e o deslocamento da PRF poderia demorar populares retiram a s motos de cima da via para evitar outro acidente.



.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Cidadão poderá auditar resultado de seções eleitorais por meio de aplicativo móvel



Uma das tecnologias com maior potencial do Século 21, o QR Code ou Código QR – código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica – vai ser utilizada pela Justiça Eleitoral nas eleições de 2016 para facilitar o acesso de qualquer cidadão às informações contidas nos Boletins de Urna (BU), que são impressos após o encerramento da votação e afixados em quadros de aviso nas seções eleitorais. A alteração não terá custos para a Justiça Eleitoral, já que o uso do Código QR é livre de qualquer licença.
Com a utilização do código de acesso rápido, eleitores e fiscais de partidos políticos poderão, de forma rápida, segura e simplificada, escanaear e armazenar os dados em seus dispositivos móveis (smartphones ou tablets). Como os dados do boletim são cifrados, com a identificação numérica de candidatos, partidos e municípios, um aplicativo da Justiça Eleitoral vai ser desenvolvido para permitir a decodificação, facilitando o entendimento das informações. O Código QR permite o armazenamento de uma quantidade significativa de caracteres e o que será utilizado pelo TSE é o alfanumérico, com nível máximo de compressão de dados.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Adeus a Agnelo Alves repercute na imprensa do RN

Jornais de circulações diárias, nesta terça feira (23), destacaram em suas manchetes, coberturas jornalisticas do falecimento, velório e sepultamento de Agnelo Alves, político, jornalista e escritor. Os impressos potiguares por sua vez, também discorreram sobre a trajetória de Agnelo, falecido ao (82) anos, no último domingo, vítima de câncer e infecção respiratória.

       

Amigos se unem à família no adeus


Uma chuva fina caía na região de Emaús enquanto o caixão com o corpo de Agnelo Alves descia à sepultura, pontualmente às 20h de ontem. O silêncio da despedida foi rompido com uma forte salva de palmas de aproximadamente 250 pessoas que acompanharam o funeral até o fim. Os familiares, sempre serenos e unidos, ficaram ao lado da sepultura até o fechamento dela. Uma das irmãs de Agnelo Alves, a freira Carmem Alves, acompanhou, auxiliada por algumas pessoas, todos os momentos do funeral. Em silêncio, ela foi a última a depositar uma rosa branca em cima do jazigo. Agnelo foi sepultado ao lado do irmão Aluízio Alves.

urante o velório, inicialmente aberto apenas para a família e, logo depois, aos amigos e admiradores do político e jornalista, muitos presentes o homenagearam de formas diversas. Com cartazes, santinhos de eleições e flores, não faltaram demonstrações de gratidão e apreço. A chegada da esposa,  Celina Alves foi um dos momentos de maior emoção. Celina e Agnelo estiveram casados por 60 anos. Passava das 16h, quando ela, amparada pelo filho José Luís Alves, encontrou os outros filhos, Carlos Eduardo e Agnelo Filho, e chorou diante do caixão com o corpo do marido. Em silêncio, saiu levada pelos filhos.


O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, por muitos momentos fixava o olhar no ataúde  e permanecia em silêncio. O senador Garibaldi Alves Filho, também sobrinho de Agnelo, recebia os cumprimentos dos amigos e relembrava os momentos vividos com ele. O filho Carlos Eduardo destacou que a trajetória do pai foi marcada por inúmeros desafios, mas todos cumpridos com bastante eficiência e afinco. “Hoje, nós reconhecemos que ele trabalhou com inteligência e se superou na gestão pública, principalmente enquanto governou a cidade de Parnamirim”, destacou Carlos Eduardo.
Ao longo do velório, que durou aproximadamente quatro horas, centenas de pessoas, entre autoridades políticas, civis e militares, além de legião de anônimos, prestaram solidariedade à família Alves. Todos destacavam a inteligência e o poder de articulação política de Agnelo Alves, além de sua paixão pelo jornalismo. 
E foi do Cemitério Morada da Paz, que o primeiro programa Panorama Político, na Rádio Globo AM, foi feito sem o seu ouvinte “número um”. Há anos apresentado por Agnelo Alves e pelas jornalistas Anna Ruth Dantas e Virgínia Coelli, o programa contou com a participação de inúmeros políticos e amigos de Agnelo Alves, que destacaram suas qualidades não somente como gestor, mas como ser humano. 

Na missa de corpo presente, presidida pelo arcebispo da Arquidiocese de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e concelebrada pelos padres José Mário, Flávio, João Medeiros e Valdir, as qualidades de Agnelo Alves e seu exemplo enquanto gestor público, pai, marido, avó e amigo, foram enaltecidas durante a homilia. Dom Jaime Vieira Rocha disse aos presentes que, apesar da tristeza, deveria ser eternizado o exemplo deixado em vida. Com o auxílio dos demais padres, o arcebispo aspergiu o ataúde com o corpo de Agnelo Alves e recomendou sua alma a Deus, para que sua entrada na eternidade fosse suave e tranquila.

O padre João Medeiros, membro da Academia Norte-Riograndense de Letras e responsável pela apresentação de Agnelo Alves aos demais imortais em 2012, fez uma breve homenagem ao escritor e amigo, o qual foi definido como “um homem de extrema inteligência”. “Hoje, minhas emoções se misturam e eu já não sei mais se falo como intelectual, sacerdote ou amigo. Só sei que ele deixará saudades”, resumiu o padre. 


Tribuna do Norte


Veja abaixo, capas do jornais de hoje (23):  "Tribuna do Norte", "Novo jornal", "O Mossoroense", "Gazeta do Oeste" e "De fato".












segunda-feira, 22 de junho de 2015

CHARGE


Charge elaborada em (2012), por ocasião da posse do político, jornalista  e escritor Agnelo Alves, publica na imprensa.













sábado, 20 de junho de 2015

Confira fotos do evento sobre a Estrada da Produção













Os meandros em torno da "Estrada da Produção" e a democracia



Muito se fala acerca dos benefícios econômicos inter-regionais que a estrada trará ligando a região do Potengi/RN à Serra de Santana/RN. Por outro lado, pouco se discute sobre infraestrutura e segurança nas cidades envolvidas no projeto. A estrada, a rigor, poderá trazer violência, crescimento desordenado, diminuição da qualidade de vida, etc., haja vista que, os municípios candidatos a receber obra, em sua maioria, não dispõem de Plano Diretor, fiscalizações e planejamento adequado de suas ruas e bairros. Outro fato que deveria ser levado em consideração e se a BR, cortará as areias centrais de cada cidade ou se haverá possibilidade de contorna-las.
Vale salientar que, também há nos municípios serranos um contingente diminutivo de policiais sem condições adequadas de trabalho, a começar pela péssima infraestrutura das unidades policiais, carecendo do Governo do Estado aumentar o efetivo de polícias com máxima urgência, bem como, melhorar seus equipamentos de ações, pois, a força do crime tende a crescer devido ao aumento do tráfico e consumo de drogas.
No entanto, não há dúvidas em relação ao auto potencial agrícola, turístico, cultural e industrial da serra, ao passo que, a estrada em questão, proporcionará um melhor escoamento dessa produção e encurtará a distância em direção a Capital Potiguar.A construção da Estrada da Produção é uma das obras mais aguardadas e vital para o desenvolvimento da economia dos municípios das regiões Seridó e Potengi do Rio Grande do Norte, é uma reivindicação de mais de 60 anos que irá abreviar em torno de 70 km o percurso da Serra de Santana a Natal, como também potencializar a economia e o turismo de cerca de 20 municípios das referidas regiões, beneficiando assim aproximadamente 150 mil pessoas. A região serrana, por sua vez, é composta em sua maioria de minifúndios, pois bem, por esse motivo, a população produtora não pode ficar de fora das discussão acerca do adiantamento dos tramites legais da construção da estrada. Mas, infelizmente, neste quesito, políticos e outros interessados, estão relegando o povo a segundo plano.
Até agora, as conversas e negociações sobre a “Estrada da Produção”, resumem-se apenas a assuntos de Casas Legislativas e publicações da imprensa. Um exemplo da não participação popular ocorreu na reunião sobre esse tema, proposta pelos parlamento do Potengi e Serra de Santana, os quais, intitularam o evento de "Audiência Pública", realizado no dia 19 de junho do corrente, nos Chalés dos Cajueiros em Lagoa Nova/RN, posto que, o não se sabe o motivo do evento ter acontecido nos Chalés: envolvem lucratividade financeira para seus proprietário? em detrimento da não participação popular nos debates sobre a estrada.  Ora, audiência pública, no mais pleno sentido da palavra, é uma reunião pública informal. Todos na comunidade são convidados a comparecer, dar suas opiniões, e ouvir as respostas de pessoas. 
Nas comunidades heterogêneas de hoje, com grandes populações, geralmente, as audiências públicas são conduzidas por pessoas que podem dar chance das  vozes serem ouvidas. No evento, estavam deputados, prefeitos e vereadores das micro-regiões envolvidas, além também, de contar com a participação de uma senadora. Mas, como o próprio nome sugere:  "Audiência publica", devia ter sido um evento onde a palavra deveria ser facultada a  platéia, mais, lá só houveram discursos de políticos convidados, em torno da pauta do dia. Na ocasião o secretário estadual de infraestrutura, Jáder Torres, representou  o Governo do Estado, evento e anunciou que a obra deve ser retomada nos próximos 3 meses e que aguarda, até o final do mês, a liberação de recursos na ordem de R$ 4 milhões a serem aplicados na conclusão das pontes e cabeceiras das pistas. “O restante do recurso, que irá assegurar a conclusão das obras até o município de Lagoa Nova, está previsto no plano de aplicação do empréstimo do Governo do Estado junto ao Banco do Brasil”, afirmou o secretário.
A reunião, de ontem,  aconteceu em espaço apertado, seu publico foi composto praticamente por políticos e auxiliares. A essa altura, a pergunta que fica é: Por que não realizam uma audiência pública no centro da cidade, em local de fácil acesso, para que participem os verdadeiros autores da produção de riquezas serranas? O JORNAL DA SERRA sugere que, as próximas reuniões sejam mais democráticas, e também, o povo seja convidado a participar via divulgações maciças em em rádios comunitárias e carros de sons, nas ruas das cidades escolhidas.

Eliabe Davi Alves – Diretor proprietário de O JORNAL DA SERRA DE SANTANA/RN

Em breve mais fotos.



sexta-feira, 19 de junho de 2015

Senador do RN está no grupo dos Parlamentares atacados na Venezuela.

Palavras do Senador Norte Riograndense Jose Agripino sobre o ataque sofrido na Venezuela: "Muito mais do que cercados por manifestantes, fomos cercados por manifestantes contratados. Quando tentamos chegar aos locais onde iríamos desenvolver uma ação democrática e humanitária a presos políticos pelo regime ditatorial de Nicolás Maduro, fomos impedidos porque, artificialmente, obstruíram as vias de acesso. Sofremos um “boicote” por parte do governo venezuelano. O embaixador do Brasil na Venezuela esteve conosco no nosso desembarque, se despediu dizendo que estaria conosco no nosso embarque. Algo estranho uma vez que ele não precisava entrar nos eventos que iríamos participar, mas ao menos nos acompanhar, no carro dele, para garantir nossa integridade.‪#‎Venezuela‬ ‪#‎Oposição‬

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Forronovos começa amanhã, veja a programação:


18 de Junho (Quinta-feira)
ABERTURA OFICIAL
18h – Corredor Cultural (Av. Coronel José Bezerra)
Ilha do Forró
(Assembleia Cultural) - Sandrimar do Arcordeon, As nordestinas e DDB
19h30 – Palácio dos Esportes (Arena do Forró)
Escolha da Rainha do Forronovos, Rainha Mirim, apresentação cultural da APAE e grupo de alunos de Currais Novos homenageando as quadrilhas juninas

19 de Junho (Sexta-feira)

19h30 – Palácio dos Esportes (Arena do Forró)
Apresentações culturais (creches e PHG – Currais Novos)
Quadrilha Junina da Policia Militar
Apresentações artísticas: CCI e AABB
Apresentações dos grupos culturais das cidades de Bodó, Cerro Corá e São José do Seridó
Corredor Cultural (Av. Coronel José Bezerra)
23h – Palco Principal
Banda Recado Nordestino
Rainhas da Balada

20 de Junho (Sábado)
Corrida da Fogueira
Categoria infantil: 15h30
Categoria adulto: 16h30
19h – Corredor Cultural (Av. Coronel José Bezerra)
19h30 - Palácio dos Esportes (Arena do Forró)
Concurso de quadrilhas Estilizadas
23h – Palco Principal
Banda Relabucho
Rita de Cássia

21 de Junho (Domingo)
15h – Corrida de Jegue
19h30 – Concurso das Quadrilhas Tradicionais

Imprensa Oficial do Rio Grande do Norte volta a publicar suplemento cultural "Nós, do RN"

O Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Imprensa – DEI, relançou ontem (16) o suplemento cultural do Diário Oficial do Rio Grande do Norte, “Nós, do RN”. A iniciativa sequencia o resgate do jornal A República que desde fevereiro deste ano voltou a circular, após 24 anos inativo. O acerto em fazer voltar a circular A República é evidenciado pelo mais de dois milhões de acessos à sua versão eletrônica em quatro meses.
Ao participar da solenidade de lançamento, na sede do DEI, o governador Robinson Faria afirmou que assim como nas outras áreas da administração, “também na Comunicação o Governo não vai aceitar o convencional. Vamos quebrar paradigmas. Já promovemos o retorno d’A República e agora o Nós, do RN que vai incentivar e dinamizar a produção cultural e levar informações de qualidade aos norte-rio-grandenses”.
A secretária estadual de Comunicação Social, jornalista Juliska Azevedo, citando o Governador, destacou que a administração tem como uma de suas marcas o diálogo. “Assim também é na área da Comunicação e o Nós, do RN volta a ser editado para ser mais um espaço para o diálogo, a difusão e a valorização da cultura”.
O diretor geral do Departamento Estadual de Imprensa, jornalista Paulo Araújo, lembra que “o Nós, do RN foi criado em 2004 pelo jornalista Miranda Sá e em 104 edições publicou em suas páginas os melhores nomes das nossas letras que escreveram sobre os diversos temas da cultura potiguar”. Paulo Araújo acrescenta que “foi uma grande conquista para os jornalistas e intelectuais do Rio Grande do Norte ver o suplemento nas ruas levando conhecimento e valorizando as tradições e as artes potiguares”.
A edição de relançamento do Nós, do RN, que circula a partir de hoje, é a de número 105 e é dedicada ao bairro da Ribeira, berço da cidade de Natal. Oito colaboradores escrevem e documentam a história da Ribeira em suas 40 páginas – Vicente Serejo, Anchieta Fernandes, Camila Cascudo, Juliana Manzano, Yasmine Lemos, Canindé Soares, George Dantawww.nos.rn.gov.br.
s e Yuri Simonini. O suplemento também está disponível no endereço eletrônico

terça-feira, 16 de junho de 2015

“Assembleia Cidadã” divulga ações que serão realizadas em Currais Novos nos dias 17 e 18 de junho

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte em parceria com a Prefeitura Municipal de Currais Novos irão promover nos próximos dias 17 e 18 de junho diversas ações sociais, de saúde e educação durante a “Assembleia Cidadã”, evento que será realizado na Avenida Cel. José Bezerra (Largo do Tungstênio Hotel) e em duas escolas municipais. O projeto foi criado em 2006 com o intuito de oferecer atendimentos gratuitos para a população potiguar, e nesta 22ª edição contará com ações importantes como retirada de documentos, consultas médicas e oficinas pedagógicas. Confira as ações da “Assembleia Cidadã” em Currais Novos:
ASSISTÊNCIA SOCIAL
- Estrutura – Avenida Cel. José Bezerra: Oficina de biscuit; 1ª via de cédula de identidade a partir dos 08 anos de idade (levar duas fotos 3×4, original do registro de nascimento e comprovante de residência); Carteira de trabalho a partir dos 14 anos (levar duas fotos 3×4, original do registro de nascimento ou carteira de identidade e comprovante de residência); CPF; corte de cabelo (parceria com o SENAC); cadastro do Bolsa Família.
SAÚDE
- Estrutura – Avenida Cel. José Bezerra: Saúde bucal (orientação, higiene bucal e aplicação de flúor); saúde infantil (atendimento médico pediátrico – zero a doze anos); dermatologia; mastologia; clínica geral (foco em diabetes e hipertensão); e nutricionista.
EDUCAÇÃO
- Estrutura – Avenida Cel. José Bezerra: Recreação (espaço dos brinquedos cantados, danças, artes, jogos populares e brincadeiras diversas); brinquedos armados; apresentações culturais; oficina de brinquedos populares para crianças; oficina de reciclagem.
- Escola Municipal Professor Humberto Gama: Oficina de leitura e contação de histórias (professores e alunos); e oficina de brinquedos populares (professores).
- Escola Municipal de Nossa Senhora: Orientação pedagógica sobre cuidados com animais domésticos.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Sidys TV realiza mobilização pela paz em Currais Novos


PAZ, Queremos Paz

Amanhã a Sidy's TV estará nas ruas da cidade mostrando as pessoas vestindo branco pedindo paz e ao meio dia Ismael Medeiros apresentará o programa TV Cidade direto do estúdio com link ao vivo da praça Desembargador Tomaz Salustino com o Repórter Cleto Filho.
Todos que possuem motos, carros ou outros meios de transportes vamos ao meio dia fazer um buzinaço na praça, as imagens vão também para a mídia do estado. 
Vamos mostrar que Currais Novos quer Paz e está Indignada com esta situação de abandono da segurança pública por parte do governo do estado.

Nesta Terça-Feira use Branco. Vamos pedir #PAZ para#CURRAISNOVOS
Video no link: Face: Sidus TV acabo.

domingo, 14 de junho de 2015

Programação da festa do padroeiro de Cerro Corá

Confira a programação dos festejos do padroeiro São João Batista em Cerro Corá/RN




Programação Social dos Festejos do Padroeiro São João Batista em Cerro Corá/RN – Local Pavilhão de São João Batista

13/06 – 07hs Desfile do Agricultor saído do Posto Serrano até o Pavilhão de São João
14/06 – 12hs Sabor Fest – Shows com Lu e Damião Coelho, Forró Rela Bucho.
14/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha da 3ª Idade da cidade de São Vicente/RN e Tenente Laurentino Cruz
15/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha Estilizada da Escola Mun. Belmira Viana.
16/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha da Terceira Idade de Cerro Corá/RN
17/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha Estilizada da 3ª Idade de Lagoa Nova/RN
18/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha Estilizada Luz de Uma Fogueira (SFVC) Cerro Corá/RN
19/06 – 20hs Jantar de São João – Show com Diego Pessoa
20/06 – 20hs Noite Maior – Show com Banda Sttylo de Luxo
21/06 – 12hs Tradicional Almoço – Show com Forró do Penerado
22/06 – 20hs Apresentação da Quadrilha Estilizada Explosão Jovem da cidade de Bodó/RN
23/06 – 21hs Noite de São João – Shows com Arroche o Nó e Forrozão Só o Mii
Todas as noites no pavilhão teremos Barraca de São João com comidas típicas, venha e traga sua família.

DJ Aildo

sábado, 13 de junho de 2015

Projeto aprovado no Senado: prefeitos que desviam recursos da merenda podem perder o mandato


O autor do projeto ressalta a relevância social do Pnae e a necessidade de que a verba repassada aos municípios seja utilizada adequadamente, a fim de cumprir “os elevados propósitos do programa”. Os senadores aprovaram nesta quinta-feira (11), em Plenário, o PLS 182/2005, que pune prefeitos pelo mau uso do dinheiro destinado à merenda escolar. Agora o texto seguirá para a Câmara dos Deputados. O projeto, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), define como crime de responsabilidade a aplicação indevida de recursos provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) que implique a suspensão de oferta dos alimentos. 

Também criminaliza a omissão no dever de prestar contas dos recursos aplicados. O autor do projeto ressalta a relevância social do Pnae e a necessidade de que a verba repassada aos municípios seja utilizada adequadamente, a fim de cumprir “os elevados propósitos do programa”. Para cumprir seu objetivo, o PLS 182 altera o Decreto-Lei nº 201/1967, que define os crimes de responsabilidade que podem ser cometidos pelos prefeitos, como desviar verba pública, ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por lei, deixar de prestar contas anuais da administração e contrair empréstimo sem autorização da Câmara Municipal. 

Os crimes de responsabilidade são infrações cometidas por agentes políticos cometidas no desempenho de suas funções públicas. Em geral, as punições têm caráter político, como perda de cargo e inelegibilidade. A Lei nº 1.079/50 regula o crime de responsabilidade cometido por presidente da República, ministros de Estado e do Supremo Tribunal Federal, governadores e secretários de Estado. O crime de responsabilidade dos prefeitos e vereadores é regido pelo Decreto-Lei nº 201/67. 

Fonte: Congresso em Foco

É hoje!


sexta-feira, 12 de junho de 2015

Kelps volta a criticar ausência do RN no pacote de investimentos do governo Dilma

Deputado Kelps está em seu segundo mandato na Assembleia

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (11), o deputado Kelps Lima (SDD) voltou a falar sobre a ausência do Rio Grande do Norte no pacote de investimentos em logística anunciado pelo Governo Federal. O parlamentar cobrou atitude do bancada federal do RN do Senado e criticou a justificativa apresentada pelo Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que declarou que o Estado ficou de fora por falta de projetos.
“Existe uma comissão no Senado que aprecia esses projetos e ela é presidida pelo senador Garibaldi Alves. É inadmissível que os nossos senadores aceitem pacificamente a justificativa apresentada pelo Ministro da Fazenda”, disse Kelps.
O deputado discordou das razões apresentadas por Levy e disse que ficou sabendo pelo presidente da Federação das Indústrias (FIERN), Amaro Sales, que os projetos em infraestrutura logística do Estado poderiam ser explorados via concessão, e dessa forma serem contemplados pelo pacote do Governo Federal.
“Esperava um grito em favor do nosso Estado. Os nossos senadores se conformaram facilmente. Eu duvido que qualquer outro senador de outro Estado nordestino deixasse isso acontecer”, afirmou. Durante o pronunciamento, o deputado fez a leitura de uma matéria veiculada na imprensa sobre o assunto.
Em aparte, os deputados Hermano Morais (PMDB) e Ricardo Motta (PROS) elogiaram o pronunciamento de Kelps e também cobraram atitude por parte da bancada federal do RN junto à União.

Agencia da Assembleia

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Professor Robério Paulino ministra palestra ecológica em Lagoa Nova

Estudantes da Escola Estadual Professora Angelita Felix Bezerra, em Lagoa Nova/RN, nesta tarde de quinta feira (11), assistiram palestra ministrada pelo Professor, Dr. Robério Paulino, do Campus central da UFRN. Dr. Robério por sua vez, há algum tempo desenvolve projeto de arborização e educação ambiental: “Plante Enquanto é Tempo”, em  parceria com a Prefeitura. Em seu discurso, o professor, chamou a atenção para “O consumo nos centros urbanos, desenvolvimento sustentável nas cidades, transporte menos poluentes, energia eólicas x pouca vantagem de recursos financeiros para o município, aquecimento global,  poluição ambiental, lixões, queimadas, reciclagem e sobretudo pediu a adesão da plateia em relação ao plantio de árvores, como alternativa para uma melhor qualidade de vida para os habitantes da cidade. O evento contou a colaboração de professores, diretoria da escola, Vice- prefeita Vitória Mendes, Secretaria de Meio Ambiente e outros.