Curso com certificado!

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Lançamento de Ruas de Sal, livro de poemas,do prefessor de filosofia Bartolomeu Pereira




quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Ludmilla revela que quer ter muitos filhos


A Ludmilla revelou que quer ter filhos…mas muitos filhos!Durante um bate-papo com os fãs pelo Instagram, a cantora revelou que quer ter pelo menos uns 7 filhos. 

A resposta assustou a namorada de Lud, a dançarina Brunna Gonçalves, que respondeu que sete era muita coisa. 

R. Mix

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Netflix anuncia nova temporada de “You”

A plataforma divulgou um teaser da nova parte da série

Gente, nós estamos pirando!
A Netflix anunciou a data de lançamento da nova temporada de “You”!

O Joe, interpretado pelo ator Penn Badgley, está chegando e parece que vai vir para o Natal.

A plataforma divulgou o primeiro pôster da nova parte e um teaser mostrando os novos personagens da série.

R. Mix


Alcolumbre ironiza pressão por segunda instância

Presidente do Senado parece não se importar com a vontade do povo
Davi Alcolumbre e Dias Toffoli. (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
Questionado sobre a pressão de senadores para que paute uma proposta para prisão após condenação em segunda instância, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), ironizou a questão.

Alheio a vontade popular, manifesta em atos pelo país no último sábado (9), Alcolumbre “propôs” uma nova Assembleia Nacional Constituinte, quando interrogado por jornalistas sobre Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para autorizar a execução provisória da pena.

“A gente não pode priorizar uma matéria em detrimento de outra matéria”, afirmou o senador, segundo o jornal O Globo, dando a entender que prender condenados em segunda instância não é tão importante assim.

“A gente vai conversar sobre todos os assuntos que estão em tramitação, mas a gente só vai pautar aquilo que tiver a conciliação da maioria”, finalizou se aliando a Rodrigo Maia e ao Centrão na disposição de atrasar o máximo a votação da pauta.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Coronel Azevedo chama atenção para números de mortes violentas no RN



O deputado estadual Coronel Azevedo (PSC), presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública, chamou atenção em seu pronunciamento, durante a sessão ordinária desta quinta-feira (7), na Assembleia Legislativa para dados do Observatório da Violência do RN (Obvio), que monitora, contabiliza e analisa as mortes violentas intencionais no Rio Grande do Norte.

“De janeiro a outubro deste ano, foram 903 pessoas assassinadas em vinte cidades. No total, foram 1.206 mortes violentas em todo o RN. Uma redução de 29,3% quando comparado ao mesmo período do ano passado em que 1.708 pessoas foram assassinadas no Estado”, relatou o deputado.

O parlamentar divulgou o nome de 20 municípios que segundo ele, lideram o ranking das cidades mais violentas do Estado, são elas; Natal, Mossoró, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Parnamirim, Ceará-Mirim, Canguaretama, Extremoz, São José de Mipibu, Touros, Caicó, Santa Cruz, Assú, João Câmara, Nísia Floresta, Monte Alegre, Vera Cruz, Carnaubais, Areia Branca e São José do Campestre. “Não podemos deixar que um estado com potenciais turísticos e econômicos como o nosso fique à mercê da bandidagem. Precisamos, caros colegas, tratar e debater a segurança pública do Rio Grande do Norte como uma política de estado e não de governo”, disse Coronel Azevedo.

Assembleia discute situação das manchas de óleo no litoral potiguar



Em razão do derramamento do óleo que atingiu o litoral nordestino, inclusive, praias potiguares, e tem colocado diversos animais em perigo, os mandatos da deputada estadual Isolda Dantas (PT) e do deputado estadual Francisco do PT, realizarão audiência pública próxima segunda-feira (11), na Assembleia Legislativa, às 14h, para debater os riscos e possíveis soluções para o crime ambiental que continua a contaminar a Costa Marinha.

De acordo com Isolda Dantas, o RN tem 41% dos 99 locais atingidos pelo óleo no Nordeste. São 41 pontos atingidos em 11 cidades potiguares, assunto que precisa ser debatido.

“Como é de conhecimento público, desde o início de setembro manchas de óleo têm aparecido no litoral nordestino, representando grandes riscos ao meio ambiente. Já há reflexos na fauna marinha, com contaminação de tartarugas, como já visto no Rio Grande do Norte. Ademais, o óleo encontrado nas praias representa também risco à saúde”, disse Isolda.

Os parlamentares destacam que até então não se tem informações claras e precisas da origem desse óleo, e das providências adotadas para contê-lo. Portanto, é preciso e urgente a realização de audiência que possa reunir os órgãos competentes para a discussão e encaminhamento de medidas para conter o derramamento desse óleo.

“Precisamos ser incisivos e rápidos em obter respostas. O dano está aumentando, alcançando novos lugares, e as autoridades não vão poder ser negligentes também quanto a isso”, disse Francisco do PT.

domingo, 10 de novembro de 2019

Universitários podem se inscrever no Programa Petrobras Conexões


Universitários de qualquer área do conhecimento e idade podem se inscrever até o dia 6 de janeiro para participar do Módulo Ignição, do Programa Petrobras Conexões para Inovação, promovido em parceria pela empresa com o ECOA PUC-Rio, iniciativa multidisciplinar e gratuita da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). O objetivo é fomentar a experimentação, desafiando universitários a criarem soluções criativas para a transformação digital do setor de óleo e gás. Clique aqui para acessar o formulário.

As inscrições foram abertas durante a edição brasileira da Offshore Technology Conference (OTC), que ocorreu no Rio de Janeiro. O projeto prevê a divulgação, no dia 24 de janeiro, dos 21 estudantes selecionados que passarão por uma mentoria da PUC-Rio, baseada em desafios e seguida de um período para desenvolvimento de inovações.

O professor do Departamento de Informática do CTC/PUC-Rio e integrante do ECOA PUC-Rio, Gustavo Robichez, salientou que o projeto inclui estudantes de todas as universidades públicas e privadas, que estejam regularmente matriculados em cursos de graduação, com término previsto após janeiro de 2021, para que haja o vínculo institucional. “A diversidade de instituições é muito importante. O que a gente está em busca são os melhores talentos que possam, a partir dos desafios que a Petrobras venha a propor, experimentar soluções usando tecnologia”, afirma.

Robichez diz que o foco é provocar esses talentos, em um processo de cocriação. A partir dos desafios da empresa e de mentores da universidade, os estudantes vão ter uma jornada de experimentação instigada por essas provocações que a indústria de óleo e gás tem. A ideia é que no ciclo de alguns meses, eles já apresentem protótipos, que são provas de conceitos de soluções que vão ser avaliadas pelo time da Petrobras especializado. “Os técnicos da Petrobras vão acompanhar as soluções propostas pelos estudantes ao longo de toda a jornada”.

Agência Brasil

sábado, 9 de novembro de 2019

Militantes do PT e movimentos sociais já esperam por Lula em São Bernardo


Militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) e de movimentos sociais de esquerda já se concentram em grande número nos arredores do Sindicato do Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará, logo mais, por volta de 13h, de acordo com sua conta oficial no Twitter, seu segundo discurso após ter sido solto, ontem, da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Nesta sexta-feira, 8, após deixar a prisão, o petista discursou por cerca de 15 minutos.
Centenas de pessoas estão dentro e fora da sede do Sindicato, aguardando a hora de ouvir Lula, que estava cumprindo pena por corrupção desde 7 de abril do ano passado.
Aos poucos, vão chegando caravanas de várias cidades de dentro e fora de São Paulo portando faixas e cartazes com dizeres da Campanha “Lula Livre” e cantando palavras de ordem como “Lula lá”, trecho de um dos mais famosos jingles de campanha do PT, de 1989. Sobre o caminhão de som em que Lula fará seu discurso, os técnicos fazem os ajustes.
Ao contrário do clima tenso, de preocupação e apreensão, permeado de atos hostis contra a imprensa, que marcou os três dias que antecederam a prisão do maior líder petista, em 2018, hoje o ambiente é de festa. Os seguidores de Lula cantam, dançam, saúdam amigos que não viam desde a última concentração no Sindicato, antes de Lula ser preso.
Muitos ambulantes aproveitam o evento para fazer dinheiro e abastecem a multidão, no local desde as primeiras horas deste sábado, com bebidas e espetinhos de churrasco. O policiamento é grande. Mas os policiais também transitam com tranquilidade no local.

Agora: RN

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

MDB potiguar, promoverá encontro em Natal


Com vista a eleição de 2020, lireranças políticas da sigla MDB (Movimento Docratico Brasileiro), na quinta-feira (07/11), reunem correligionários e simpatizantes no encontro estadual, que acontecerá no Praiamar Hotel-Natal/RN, aparti das 17hs.

Além do presidente estadual Walter Alves e o velho cacique Garibaldi, que embora tenha sido derrotado em 2018,  na campanha que de reeleição ao senado, mas, ainda continua liderando o mdebismo potiguar,  evento,  já está com presenças confirmada do presidente nacional Baleia Rossi, a presidente do MDB Mulher Fátima Pelaes e outros.

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Tarde de autógrafos


Assembleia Legislativa adota brasão histórico do RN em sua identidade visua



A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, como tem feito durante toda sua história de quase 185 anos, vai padronizar o uso do brasão também na logomarca. O brasão é utilizado pelos poderes instituídos do Rio Grande do Norte, usado na identidade visual de documentos oficiais, seguindo a medida adotada pelo Executivo, resgatando a história e cultura do Estado.

“É compromisso desta Casa Legislativa preservar a história do Rio Grande do Norte, seja por meio da simbologia utilizada em sua logomarca, seja através de documentos históricos que guardamos no nosso Memorial do Legislativo. Esta Assembleia tem apresentado à população, através de visitas e de exposições externas, todo o acervo de quase 185 anos, preservado por uma equipe comprometida em contar a história do nosso Estado, como fizemos agora na celebração dos 30 anos da Constituição Estadual”, declarou o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

O brasão original do Rio Grande do Norte foi resgatado pelo Governo e deverá ser seguido também pelos órgãos e instituições do Estado. A arte recuperada pelo Governo volta a ser incorporada como símbolo, e entre as alterações estão o novo formato das varetas de cana de açúcar ligando os troncos de árvore que desenham a logomarca, e as cores da jangada e das flores e capuchos do algodão.




segunda-feira, 4 de novembro de 2019

SESSÃO SOLENE MARCA 100 ANOS DO SEMINÁRIO DE SÃO PEDRO

Deputados, junto aos homenageados (Foto: Dvulgação).
O Seminário de São Pedro completa seu primeiro centenário em 2019. Para celebrar a data, foi realizada nesta segunda-feira (04) uma sessão solene na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, quando foram homenageados nomes de destaque na Igreja potiguar ou que fizeram parte da história da instituição. O evento foi proposto pelos deputados Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente do Legislativo, e Cristiane Dantas (SDD).

“Não poderíamos deixar de reconhecer e de enaltecer o Centenário dessa Casa Religiosa, por onde já passaram, aprenderam e se formaram tantos ilustres religiosos que dignificam o Rio Grande do Norte. Além do mais, faz-se necessário conservar a memória e refletir sobre a trajetória percorrida até o momento”, disse Ezequiel em seu discurso.

O deputado enfatizou a importância da Igreja Católica para a sociedade, instituição que tem “uma história de respeito mútuo” com o Estado brasileiro e de “parceria em muitas ações que buscam combater as desigualdades, promover a justiça social e a dignidade humana”. “A cooperação entre Igreja Católica e Estado continua a se fazer presente para a construção de um país mais justo econômica e socialmente”, completou o parlamentar.

Sede do seminário São Pedro em Natal/RN (Foto: Divulgação).
Coube ao arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, falar em nome dos homenageados. “Celebrar esta data é comemorar e agradecer pela importância das raízes da nossa vocação e valoriza-la pelo que é, um dom precioso de Deus. Com frequência, acontece que urgências do cotidiano nos impedem de apreciar este tesouro que nos foi confiado. E terminamos por acostumarmos com isso sem conferir-lhe a devida importância. Assim vivemos este momento tão importante que passa para os anais da história desta Casa e de toda a arquidiocese”, disse.

A sessão solene contou com as presenças dos deputados estaduais Cristiane Dantas (SDD), Hermano Morais, José Dias (PSDB), Vivaldo Costa (PSD), Ubaldo Fernandes (PL), Kleber Rodrigues (Avante), Isolda Dantas (PT), Souza Neto, e Francisco do PT. Também estiveram presentes o prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Poti Júnior, e a secretária estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Íris Oliveira, e o atual reitor do Seminário São Pedro, José Nogueira do Nascimento.

O evento ainda contou com a participação do diretor-geral da Assembleia, Augusto Viveiros, o diretor da Presidência da Assembleia, Fernando Rezende, e a chefe de gabinete da Presidência, Larissa Rosado.

A criação do Seminário de São Pedro se deu oficialmente em 15 de fevereiro de 1919 com o 2º bispo de Natal, Dom Antônio dos Santos Cabral. Sua primeira turma contava com 12 alunos no Colégio Santo Antônio, ao lado da Igreja.

Enem sem ideologias e com o menor custo por aluno



Weintraub coleciona polêmicas com seus vídeos irônicos contra a doutrinação de esquerda, desde críticas a Paulo Freire, a UNE, Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, sem contar suas performances .
Ele também protagonizou atritos com a imprensa, que insiste em tratar o governo Bolsonaro com parcialidade e faz coberturas negativas sobre suas ações. Mas o economista tem se mostrado capaz de lidar com as adversidades.

Antes do Enem 2019, ele conseguiu o fim do “contingenciamento de recursos” da Educação, decisão do Governo que havia gerado muitas críticas, mas que foi necessária devido a precariedade das contas públicas.

Com um custo reduzido, a prova de 2019 fugiu completamente das polêmicas ideológicas protagonizadas nos últimos anos, principalmente porque não fez menção a ícones da esquerda.

“Foi um sucesso”, comemorou o ministro, em coletiva de imprensa. “A despeito de ficar seis meses debaixo da chuva de fake news. Foi o [Enem] com o menor custo por aluno (…) e foi o mais baixo aparentemente em termos de problemas”, continuou.

A prova não abordou questões como agenda gay, feminismo, apologia ao aborto, anticapitalismo ou o período do regime militar.

“Este ano, respeitamos toda a sociedade, ao contrário dos outros anos (…) ao contrário do que tinha no passado, doutrinação, sujeira, ineficiência, escândalo, problemas com gráfica”, comentou.

INSS: sai regra para beneficiário que vive no exterior comprovar vida



Uma resolução publicada pelo Ministério da Economia no Diário Oficial da União de hoje (4) define as regras para a comprovação de vida a ser apresentada por beneficiários que vivem no exterior, amparados ou não por acordos internacionais.

De acordo com a Resolução 707/19, a comprovação de vida deverá ser feita anualmente, independentemente da forma de recebimento do benefício. Sua não realização resultará em bloqueio de crédito, suspensão ou cessação do benefício.

inss

A documentação de comprovação de vida deverá ser encaminhada ao INSS – Instituto Nacional do Seguro Social - diretamente pelo beneficiário, por meio de juntada dos documentos no MEU INSS.

Segundo o decreto, o registro no MEU INSS não exime o beneficiário da obrigação de entregar os originais da documentação aos órgãos do INSS.

No caso em que haja acordos com o país de residência do beneficiário, a comprovação deve ser encaminhada à agência de acordos internacionais responsável.

No caso de residentes em países com quem o Brasil não mantém acordos internacionais de Previdência, a documentação deve ser encaminhada por meio da Coordenação-Geral de Pagamentos e Gestão de Serviços Previdenciários da Diretoria de Benefícios.

Agência Brasil.

sábado, 2 de novembro de 2019

Ministro pede que estudantes tenham cuidado com fake news sobre Enem


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez um pronunciamento em rede nacional de televisão e rádio na noite deste sábado (2) sobre a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Estão inscritos para o exame cerca de 5 milhões de estudantes em mais de 1,7 mil municípios. O ministro pediu que os participantes procurem se informar pelos canais oficiais do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). “Duvide de informações que são compartilhadas nas redes sociais: podem ser fake news [notícias falsas]”, disse.
Os candidatos farão neste domingo (3) as provas de linguagens, ciências humanas e redação. O Enem continua no dia 10, quando os estudantes farão as provas de ciências da natureza e matemática.
Weintraub passou orientações aos candidatos como levar caneta de tinta preta em material transparente e destacou que, para ter mais segurança, o Enem 2019 terá uma nova regra: qualquer som emitido por aparelhos eletrônicos ocasionará a eliminação do candidato na hora, ainda que o equipamento tenha sido lacrado na embalagem pelo fiscais. A recomendação vale para ligações telefônicas e alarmes, por isso os relógios também devem estar desligados.
O ministro ressaltou que, apesar dos vários fusos horários do país, o importante é seguir o horário oficial de Brasília.
Sobre a vestimenta dos estudantes, o ministro disse que bonés, chapéus e óculos escuros não poderão ser usados. Alimentos serão aceitos nas embalagens originais, mas serão revistados. O candidato deverá apresentar documento oficial original com foto e é recomendado que leve o cartão de confirmação.
Weintraub destacou que esta será a última edição totalmente em papel do exame. Em 2020, a prova digital será testada. “Uma modernidade que trará economia aos cofres públicos. E mais que isso: vai respeitar o dinheiro do pagador de impostos”, disse.
Mais cedo, em publicação no Twitter, o ministro pediu que os candidatos mantenham a tranquilidade.

FONTE: Agência Brasil

terça-feira, 29 de outubro de 2019

'Em nenhum momento a rachadinha parou', diz ex-líder do PSL sobre áudio de Queiroz


O ex-líder do PSL Delegado Waldir (GO) vê "indícios de novas condutas criminosas" no áudio divulgado pelo GLOBO de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), negociando cargos no Congresso Nacional.
O ex-líder do PSL Delegado Waldir (GO) vê "indícios de novas condutas criminosas" no áudio divulgado pelo GLOBO de Fabrício Queiroz , ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), negociando cargos no Congresso Nacional.

— Acho que em nenhum momento a rachadinha parou, e a decisão do Supremo Tribunal Federal previamente acordada foi equivocada — diz, se referindo à suspensão da investigação do caso Queiroz imposta pelo STF.


— (O áudio) mostra que Queiroz continua operacionalizando, mostra indícios de novas condutas criminosas no Senado. Uma das propostas do nosso governo era o combate à corrupção. Ao fingir que a corrupção não ocorre, é visível que ele (Bolsonaro) se afastou das propostas de campanha, e nossa ala (do PSL) não aceita isso, ao contrário da ala bolsonarista.


O GLOBO obteve um áudio de WhatsApp, de junho deste ano, no qual o ex-assessor sugere a um interlocutor como proceder para fazer indicações políticas em gabinetes de parlamentares.

- É muito grave, ele indica que a influência do senhor Queiroz, ao contrário do que tinha sido negado pela família Bolsonaro, continua ocorrendo nos altos escalões do governo. Indica que a influencia dele não se restringiu à Assembleia Legislativa do Rio da Janeiro, é uma influência que esta estendida no âmbito federal, na família do presidente e pelo que tudo indica na Câmara e o no Senado - disse o senador.

O líder da Rede afirmou que está considerando apresentar uma representação na Procuradoria-Geral da República para que o órgão se manifeste sobre o áudio divulgado nesta quinta-feira. O senador disse também não descartar apresentar um pedido para convocar Fabrício Queiroz na CPI das Fake News.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder do partido no Senado, disse que o áudio mostra que a influência de Queiroz não se restringiu à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, mas atingiu também o âmbito federal.

O Globo

COMUNICADO


segunda-feira, 28 de outubro de 2019

STF retomará julgamento sobre prisão após segunda instância no dia 7


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, confirmou que a Corte vai retomar o julgamento sobre a constitucionalidade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após segunda instância, no dia 7 de novembro. 
Na quinta-feira (24), o julgamento foi suspenso com placar de 4 votos a 3 a favor da medida. Faltam os votos dos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Toffoli e da ministra Cármen Lúcia. A análise da questão ocorre há quatro sessões.
No dia 17 de outubro, a Corte começou a julgar definitivamente três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs), relatadas pelo ministro Marco Aurélio e protocoladas pela Ordem dos Advogados, pelo PCdoB e pelo antigo PEN, atual Patriota.
O entendimento atual do Supremo permite a prisão após condenação em segunda instância, mesmo que ainda seja possível recorrer a instâncias superiores. No entanto, a OAB e os partidos sustentam que o entendimento é inconstitucional e uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis, fato que ocorre no STF e não na segunda instância da Justiça, nos tribunais estaduais e federais. Dessa forma, uma pessoa condenada só vai cumprir a pena após decisão definitiva do STF.
A questão foi discutida recentemente pelo Supremo ao menos quatro vezes. Em 2016, quando houve decisões temporárias nas ações que estão sendo julgadas, por 6 votos a 5, a prisão em segunda instância foi autorizada. De 2009 a 2016, prevaleceu o entendimento contrário, de modo que a sentença só poderia ser executada após o Supremo julgar os últimos recursos.
Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento terá impacto na situação de 4,8 mil  presos com base na decisão do STF que autorizou a prisão em segunda instância. Os principais condenados na Operação Lava Jato podem ser beneficiados, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex do Guarujá (SP), além do ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras.

Fonte: Agência Brasil

Alberto Fernández vence Macri e será o próximo presidente argentino


Alberto Fernández é o novo presidente da Argentina. Mauricio Macri admitiu sua derrota, ampla (48% versus 40,5%), mas não tão severa quanto as pesquisas previam, e convidou seu sucessor para um café da manhã com o objetivo de organizar as seis semanas de transição restantes até as 10 de dezembro.  Fernandez alertou a multidão peronista que comemorava a vitória sobre a dureza da tarefa que ele deverá enfrentar. "Os tempos difíceis estão chegando", disse ele, depois de prometer que governaria "pelo povo, por todos". Macri, por sua vez, parabenizou o vencedor e ofereceu cooperação.
O resultado da eleição foi o mais balsâmico possível. Alberto Fernández derrotou, mas não varreu, o que permitiu que o macrismo se tornasse uma forte oposição. Também o comportamento de Macri e Fernández foi balsâmico. Diferente do áspero alívio de quatro anos atrás, em que Cristina Kirchner se recusou a entregar os símbolos presidenciais a Macri, desta vez os dois rivais deixaram de lado sua antipatia mútua e se declararam dispostos a trabalhar juntos.
Ambos estavam cientes de que a situação econômica da Argentina está em um ponto crítico. E que nos próximos dias poderia reproduzir a turbulência financeira que se seguiu à vitória peronista nas primárias de agosto.
"Estamos preparados para qualquer cenário", disse Hernán Lacunza, ministro das Finanças que assumiu o cargo em agosto, depois que a reação dos mercados financeiros ao resultado primário transformou uma crise séria em uma crise muito séria. Lacunza foi o homem que acabou com o dogmatismo econômico que Macri e seu chefe de gabinete, Marcos Peña, haviam defendido anteriormente, e manteve na gaveta o manual do liberalismo para adotar medidas muito semelhantes às usadas por Cristina Kirchner durante sua segundo mandato, quando a queda nos preços das matérias-primas esgotou a inércia da prosperidade desfrutada desde 2003.
Lacunza tinha um aperto dos controles de câmbio pronto, para impedir um colapso adicional do peso. O conselho do Banco Central se reuniu às 21 horas e estudou um pacote de medidas de emergência. Desde agosto, o Banco Central perdeu 22 bilhões de dólares em reservas e restam apenas 11 bilhões . A ex-presidenta Cristina Kirchner, nova vice-presidenta, exigiu que o governo cessante tenha cuidado nas próximas semanas.
Macri manteve o otimismo até o último momento. Ele tinha razões: estrelou uma campanha eletrizante e reduziu substancialmente a diferença de 17 pontos que Fernandez havia conquistado nas primárias. Macri precisava de uma participação muito alta, perto de 85%, que em 1983 deu a vitória ao radical Raúl Alfonsín e pôs fim à ditadura. Foi a primeira vez que o peronismo foi derrotado por eleições livres. Nesta ocasião, 82% do eleitorado votou. Os dados corresponderam às expectativas do macrismo: uma grande quantidade de votos foi essencial para diluir os 49,4% alcançados por Fernández nas primárias. Mas também era imperativo que eleitores adicionais se voltassem a favor de Macri, e isso não aconteceu. Embora tenha sido derrotado e perdido a presidência, Macri permaneceu politicamente de pé.
"Todos entendemos que é uma escolha histórica entre dois modelos de países", disse o presidente ao meio-dia. "Agora temos que permanecer calmos."
Alberto Fernández já estava confiante ao votar: "Temos que tomar isso como um dia histórico e começar o tempo que vem com tranquilidade, o nós contra eles acabou", disse. "Quando a eleição passar, conversaremos com mais calma", acrescentou.
Talvez "nós" e "eles", a fenda que divide a sociedade argentina em duas partes, a peronista e a anti-peronista, termine mais tarde. Por enquanto permanece. No colégio da Universidade Católica em que Fernández votou, dois pequenos grupos de manifestantes foram formados, um gritando “corrupto” para o candidato, outro cantando o “nós retornaremos” que os peronistas cantam desde que perderam o poder em 2015. Quando a recontagem começou, as redes sociais foram inundadas com mensagens que denunciavam, em resumo, uma fraude eleitoral do peronismo. A raiva dos perdedores prenunciava a turbulência. Como a euforia peronista: o público que lotava a sede da Frente de Todos assobiava e vaiava Macri quando seu discurso de aceitação da derrota foi transmitido.
A vice-presidente Cristina Kirchner, uma figura essencial para entender a polarização do país, votou em seu feudo patagônico de Río Gallegos e depois voou para Buenos Aires. O dia das eleições coincidiu com o décimo aniversário da morte de seu marido, Néstor Kirchner, presidente que, em 2003, conseguiu tirar a Argentina do pântano em que o país havia caído após o colapso econômico de 2001 e 2002.
Fonte: El País

sábado, 26 de outubro de 2019

Geraldo França inaugura posto de combustíveis na Serra de Santana

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

DENTISTAS SÃO HOMENAGEADOS EM SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



Os dentistas do Rio Grande do Norte foram homenageados na tarde desta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa, durante sessão solene em alusão ao Dia do Dentista Brasileiro. 




Comemorado no dia 25 de outubro, o Dia Nacional do Dentista coincide com a data em que foi publicado o decreto 9.311, em 1884, criando os primeiros cursos de graduação em odontologia do Brasil. As faculdades foram criadas na Bahia e no Rio de Janeiro, antes de se expandirem por todo o país e, ao longo dos 135 anos de história, formarem milhares de odontólogos. Atualmente, são aproximadamente 240 mil profissionais atuando no Brasil, que é o terceiro país do mundo com mais dentistas, sendo superado apenas por Estados Unidos e China.

Após a entrega de placas em homenagens a profissionais que se destacam no mercado potiguar, a dentista Rossânia Cristina de Medeiros discursou em nome de todos os odontólogos homenageados. A profissional falou sobre a complexidade da profissão, o estímulo que os profissionais têm em seguir se aperfeiçoando para prestar melhores serviços e a realização de todos enquanto profissionais da saúde. Para ela, que agradeceu pela homenagem do deputado Sandro Pimentel, os dentistas exercem um papel fundamental na sociedade.


 

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Reforma da Previdência é aprovada no Senado por 60 votos a 19


O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (22/10/2019), por 60 votos a 19, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de aposentadoria para todos os brasileiros. Com a votação de hoje, a PEC vence os dois turnos necessários na Câmara e no Senado e deverá ser promulgada pelo Congresso e entrar em vigor, já que alterações na Constituição não preveem o aval presidencial. O anúncio do resultado contou com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes.
Apesar de itens importantes da proposta original – como a adoção de um sistema de capitalização – terem caído durante a tramitação e de a economia prevista ter sido “desidratada” em mais de R$ 200 bilhões, a aprovação representa uma grande vitória para a equipe econômica do governo, liderada pelo ministro Paulo Guedes.
Vitória que ainda pode ser manchada, porém, porque os senadores seguem reunidos para discutir quatro destaques que podem afetar o impacto fiscal da principal medida econômica do governo.
A tramitação do texto-base nessa última votação foi relativamente tranquila, pois havia segurança de que o governo tinha os votos necessários. Praticamente só senadores de oposição usaram o direito a fazer discursos e utilizaram seu tempo como palanque para criticar a reforma, que sabiam que seria aprovada.
Para defender o governo, um dos que falou foi o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele classificou o momento como histórico e disse saber que a reforma é “um remédio forte, amargo, que ninguém gostaria de estar tomando agora, mas que é necessário”.
O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) lembrou que a perspectiva de aprovação da PEC da reforma da Previdência já vem trazendo otimismo ao mercado financeiro. A PEC que muda as regras de aposentadoria foi apresentada no dia 20 de fevereiro deste ano, menos de um mês após o início da atual gestão, e chegou a ser prejudicada pelas dificuldades de articulação do governo no Congresso, mas acabou abraçada pelos presidentes das duas Casas legislativas e pela maioria dos líderes partidários.
A reforma foi aprovada em primeiro turno no Senado no início de outubro, com 56 votos favoráveis e 19 contrários. Eram necessários ao menos 49, ou seja, 3/5 dos votos da Casa, para aprovar o texto.
 Os destaques
Finalizada a votação do texto-base, os senadores vão debater quatro destaques que podem reduzir o impacto fiscal da reforma. O plenário, antes de votar a PEC, rejeitou as propostas de destaques individuais e manteve os destaques de bancadas.

O primeiro, do Pros, se refere à conversão de tempo especial em comum ao segurado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) que comprar tempo de serviço por insalubridade. O segundo, do PT, é relacionado à aposentadoria especial para o trabalhador em atividades exercidas com exposição a agentes nocivos químicos, físicos e biológicos.
O destaque apresentado pela Rede trata da idade mínima para fins de aposentadoria especial decorrente de atividade com exposição a agentes perigosos. O PDT apresentou pedido que prevê a revogação dos regimes de transição atuais.
A votação dos destaques preocupa o governo porque, após a aprovação do texto-base da PEC, há senadores sinalizando que podem deixar o plenário – e são precisos 49 votos para derrubar cada uma dessas emendas.

Fonte: Metrópoles 


Professora Liô Galdino, comemorou 80 anos na companhia de familiares e amigos



Por Eliabe Alves

Familiares e amigos da educadora Maria Liô de França Medeiros,  reuniram-se no fim de semana, no sítio Santa Rita, celebrar os  80 anos da anfitriã.  

No alta de Santa Rita, a homilia foi digida pelo diacano Edival Coutinho, um  dos inúmeros ex-alunos da professora "Liô Galdino", como é como é conhecida em sua terra,  ao longo da carreira, construiu um relevante legado,  lecionondo em diversas escolas em Lagoa Nova/RN e Currais Novos/RN. 

No lindo evento de homenagem natalícia, com entrada solene, entrega de rosas, também se registrou 15 anos do diaconato permante de Edival, com leitura das biografias de ambos e os vivas ao som do sax de Macinho Dantas Primo, violão de Reginaldo e voz de Maria Aparecida.

No entanto, as homenagens, continuaram após o jantar e partilha de bolo de aniversário.

Parabéns!!!

Confira à baixo, cobertura fotográfica de Paulo Henrique Romão, repórter fotográfico de O Jornal da Serra: